REUTERS/Ciro De Luca
REUTERS/Ciro De Luca

Ibrahimovic opera joelho esquerdo, para por até oito meses e pode antecipar a aposentadoria

Atacante sueco, de 40 anos, foi peça importante no título italiano do Milan, mas ainda não definiu o seu futuro

Redação, O Estado de S.Paulo

25 de maio de 2022 | 14h15

A grande questão no fim de semana, logo após o Milan conquistar o título italiano quebrando jejum de 11 temporadas, era se o atacante Ibrahimovic ainda disputaria mais uma temporada. Aos 40 anos, o centroavante sueco não definiu o futuro, mas uma cirurgia no joelho esquerdo nesta quarta-feira pode antecipar sua aposentadoria. Serão entre sete o oito meses de recuperação.

"O AC Milan anuncia que Zlatan Ibrahimovic foi operado ao joelho esquerdo pelo Dr. Bertrand Sonnery-Cottet, com a presença do Diretor Médico do clube, Stefano Mazzoni, no Hospital Jean Mermoz, em Lyon", anunciou o clube, revelando que o procedimento já era esperado e foi um sucesso.

"A artroscopia estava planejada há algum tempo para resolver definitivamente a instabilidade articular através da reconstrução do ligamento cruzado anterior, com reforço lateral e reparação do menisco. A operação foi um sucesso total e o prognóstico é estimado entre 7 e 8 meses".

Ibrahimovic gostaria de defender o Milan em mais uma Liga dos Campeões após a frustração na temporada passada, na qual caiu na primeira fase como lanterna do grupo. Mas por causa do longo período de recuperação, só voltaria a ficar à disposição no começo de 2023, portanto, já para o mata-mata da competição.

O sueco não se manifestou em suas redes sociais sobre o futuro, tampouco falou da cirurgia. Mas torcedores do Milan já iniciaram campanha para que "fique melhor logo" e por permanência no clube ao menos por mais uma temporada. Ibrahimovic comemorou bastante após o título e sua contagiante vibração no campo e nos vestiários deixaram os italianos esperançosos em um prolongamento da carreira.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolIbrahimovicMilan

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.