Ibrahimovic se diz preocupado com futuro da sua seleção

O atacante Zlatan Ibrahimovic comentou com pessimismo o futuro da seleção da Suécia em competições internacionais. O país falhou em se classificar para a Copa do Mundo de 2014 e tem como próximo objetivo alcançar a vaga para a Eurocopa de 2016, mas o jogador do Paris Saint-Germain acredita que a nova geração de atletas suecos ainda é imatura para encarar grandes desafios.

AE, Agência Estado

26 de maio de 2014 | 16h05

"Eu estou muito preocupado", afirmou Ibrahimovic, que está com a sua seleção na Dinamarca para um amistoso a ser jogado entre os países nesta terça-feira. "As pessoas falam de John Guidetti, mas quantas partidas ele jogou nessa temporada?" questionou, citando o caso de seu compatriota de 22 anos, que era pouco utilizado pelo Manchester City e, mesmo emprestado ao Stoke City, não vem atuando com frequência.

Um dos maiores astros do futebol mundial na atualidade, o atacante de 32 anos entende que falta rodagem para seus colegas de seleção. "É difícil utilizar jogadores que não são as primeiras escolhas de seus clubes. Todos querem que nos classifiquemos para Copas do Mundo e Eurocopas, mas não podemos utilizar atletas inexperientes nessas partidas, não é o jeito certo de eles amadurecerem", disse.

Ibrahimovic deu uma sugestão para que a Suécia consiga reverter esse cenário negativo previsto por ele. "Messi tinha apenas 16 anos quando começou a atuar pela equipe principal do Barcelona. Por que suecos jovens não podem jogar nos times da primeira divisão sueca? Só o Malmo dá a eles essa chance, as outras equipes deveriam seguir esse exemplo", opinou o jogador.

A Suécia ficou fora da Copa de 2014 após ter ser superada por Portugal na repescagem das Eliminatórias Europeias. Na ocasião, Ibrahimovic acabou vendo Cristiano Ronaldo ser decisivo nas duas partidas do mata-mata entre os dois países.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSuéciaIbrahimovic

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.