Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians
Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

Ibson se coloca à disposição para substituir Paulinho no Corinthians

Clube já tem um plano B, caso o volante da seleção brasileira seja mesmo vendido

AE, Agência Estado

18 de junho de 2013 | 12h53

SÃO PAULO - Mesmo que o Corinthians tente segurar o volante Paulinho diante das ofertas do futebol europeu, o clube já tem um plano B caso perca um dos seus principais jogadores. Um dos recém-contratados que pode ser o substituto do camisa 8 é o meia Ibson, ex-Flamengo, que afirmou nesta terça-feira estar preparado para assumir a vaga se for necessário.

O jogador de 29 anos trocou os dias de folga que o restante do elenco teve durante a última semana para ficar no Centro de Treinamento e aprimorar a forma física. "Espero que o Paulinho fique, mas no início da carreira comecei jogando como volante e me dei bem. Estou à disposição do treinador e espero ajudar", disse.

A própria diretoria corintiana já demonstrou que está preparada para uma possível saída de Paulinho. Nesta segunda-feira o diretor-adjunto do clube, Duílio Monteiro Alves, ressaltou que o time já vem preparando Edenilson e Guilherme para assumir a função caso seja necessário.

Justamente esses dois jogadores devem brigar por vaga com Ibson no meio-campo corintiano para a sequência da temporada. Para o setor, o clube também trouxe recentemente o volante chileno Maldonado, que teve passagens por São Paulo e Flamengo, mas que possui características diferentes: é mais de marcação do que de ajudar a armar o ataque, como Paulinho, que desperta o interesse de Tottenham e Inter de Milão.

Apesar de saber da concorrência, Ibson garantiu já estar adaptado ao novo clube e elogiou o ambiente. "Eu fui bem recebido demais e o Corinthians tem uma ótima estrutura. Lógico que todo mundo quer jogar, mas o que importa é estar à disposição", explicou.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCorinthiansPaulinhoIbson

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.