Antonio Calanni/AP
Antonio Calanni/AP

Icardi brilha, faz três e garante vitória da Inter sobre o Milan

O último deles - de pênalti - saiu já no fim da partida

Estadão Conteúdo

15 Outubro 2017 | 19h02

Mauro Icardi foi brilhante neste domingo. No sempre complicado clássico contra o Milan, pela oitava rodada do Campeonato Italiano, o atacante marcou os três gols da vitória da Internazionale, por 3 a 2. O último deles - de pênalti - saiu já no fim da partida.

+Napoli vence Roma e mantém os 100%

A boa vitória no clássico manteve a Inter de Milão na perseguição ao Napoli: está em segundo com 22 pontos, apenas dois atrás do líder. Já o Milan permaneceu com 12 e está apenas em décimo.

Melhor colocada na tabela e mandante da partida, a Inter de Milão entrou como grande favorita para o duelo deste domingo. E, com alguns bons jogadores no elenco, como o zagueiro brasileiro Miranda, o meia Candreva e o atacante Icardi, a equipe dominou o duelo desde o início.

Logo aos 12 minutos Candreva chutou da entrada da área e acertou o travessão. Miranda também teve boa chance aos 22, em cabeceio perigoso. E, aos 27, coroando a pressão, Icardi aproveitou cruzamento de Candreva, desviou no canto e abriu o placar.

Em desvantagem, o Milan melhorou na etapa final. Criou boas chances nos primeiros minutos e empatou aos dez, quando o meia-atacante espanhol Suso bateu colocado, da entrada da área, para marcar um bonito gol.

Não demorou, contudo, para que a Inter de Milão abrisse nova vantagem. Sete minutos depois, Icardi desarmou no campo defensivo, avançou até o ataque, tocou na esquerda para Perisic e aproveitou o cruzamento para bater no canto, com perfeição.

Mas, novamente, a equipe recuou após o gol. E foi penalizada aos 35: Bonaventura aproveitou cruzamento da direita e empatou. Quando o duelo parecia definido, Ricardo Rodríguez cometeu pênalti aos 43. Icardi, então, foi para a cobrança. E, com tranquilidade, sacramentou o triunfo. Foi o seu nono gol na competição - o artilheiro é Ciro Immobile, da Lazio, com 11.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.