AFP
AFP

Ex-atacante Gerd Müller está com mal de Alzheimer

Ídolo alemão é o terceiro maior artilheiro da história das Copas

Estadão Conteúdo

06 de outubro de 2015 | 18h09

Um dos grandes jogadores alemães de todos os tempos, o ex-atacante do Bayern de Munique Gerd Müller está com mal de Alzheimer. O diagnóstico não é recente, mas somente nesta terça-feira o clube bávaro revelou a doença do astro, que vestiu sua camisa por 15 anos - de 1964 a 1979.

De acordo com a nota divulgada pelo Bayern, Müller tem a doença "há um longo tempo" e tem sido acompanhado por profissionais com o apoio de sua família desde o início de fevereiro deste ano. Sua esposa, Uschi, pediu compreensão por que não haverá declarações oficiais nem visitas no aniversário de 70 anos do ex-jogador, no dia 3 de novembro.

A notícia da doença de Müller gerou comoção entre seus ex-companheiros, como Franz Beckenbauer. "O que o Bayern representa hoje... Sem Gerd Müller, as pessoas ainda estariam naquela cabana de madeira daquela época", disse, se referindo à sede do clube nos anos 60.

Gerd Müller anotou 533 gols em 585 jogos com a camisa do Bayern, auxiliando o clube a conquistar 13 títulos e se transformar em uma potência mundial. Com a camisa da seleção da Alemanha Ocidental, foi campeão da Copa do Mundo de 1974 e da Eurocopa de 1972. Marcou 68 gols em 62 partidas, marca só superada por Miroslav Klose em 2014.

"Gerd Müller é um dos grandes do futebol mundial", disse o presidente do Bayern, Karl-Heinz Rummenigge. "Sem os seus gols, o Bayern e o futebol alemão não seriam o que são hoje. Gerd foi um centroavante do tipo que provavelmente não veremos mais. Se manteve modesto apesar de todo sucesso, algo particularmente impressionante para mim."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.