Ídolo da África do Sul, ex-atacante campeão continental em 1996 morre aos 49 anos

Ídolo da África do Sul, ex-atacante campeão continental em 1996 morre aos 49 anos

Phil Masinga estava internado há dois meses com um câncer; ele liderou equipe na classificação à Copa de 1998

Redação, Estadão Conteúdo

13 Janeiro 2019 | 10h09

Um dos principais ídolos do futebol da África do Sul nos anos 1990, o ex-atacante Phil Masinga morreu neste domingo, em Johannesburgo. A associação de futebol do país (Safa) confirmou o falecimento do ex-jogador, que lutava contra um câncer há cerca de dois meses.

"Perdemos um gigante do futebol sul-africano. Este é um dia triste para nosso futebol. Estou realmente desolado. Eu o visitei no último domingo e, apesar de ele não estar se sentindo bem, estava com espírito positivo. Prometi visitá-lo novamente. Phil era leal ao jogo, dentro e fora do campo", declarou o presidente da Safa, Danny Jordaan.

De acordo com a entidade, Masinga foi internado no Hospital Tshepong, na cidade de Klerksdorp, há dois meses. Em dezembro, foi transferido para uma clínica em Johannesburgo, onde descobriu o câncer.

Ao longo de sua carreira, Masinga vestiu as cores do Jomo Cosmos e do Mamelodi Sundowns em sua terra natal, além do Leeds, do St. Gallen-SUI, da Salernitana, do Bari e do Al-Wahda-EAU. Foram também dez anos vestindo as cores da seleção da África do Sul, pela qual conquistou a Copa Africana de Nações de 1996. Foi ele também o herói da primeira classificação do país para uma Copa do Mundo, em 1998, quando marcou o gol decisivo sobre o Congo que garantiu a vaga para o torneio na França.

"Perdemos outro herói com a morte de Phil Masinga. Que sua alma descanse em paz", declarou o vice-secretário geral da África do Sul, Anthony Baffoe.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.