Reprodução/Twitter/Reinaldoreidogalo
Reprodução/Twitter/Reinaldoreidogalo

Ídolo do clube, Reinaldo é contratado para trabalhar na base do Atlético-MG

Maior artilheiro do clube com 255 gols em 475 partidas, ex-atacante de 61 anos será observador técnico

Estadão Conteúdo

15 de março de 2018 | 14h26

Maior artilheiro da história do Atlético Mineiro, Reinaldo está de volta ao clube. Nesta quinta-feira, a equipe anunciou que o ex-jogador, de 61 anos, foi contratado para exercer a função de observador técnico das categorias de base. "Os garotos das categorias de base do Atlético ganharam mais uma grande referência técnica", escreveu o clube ao anunciar o "retorno" do ídolo.

+ No dia do seu 52º aniversário, Mineirão imortaliza Reinaldo e Tostão

+ Atlético-MG dedica classificação na Copa do Brasil a Bebeto de Freitas

Reinaldo foi formado nas divisões de base do Atlético-MG, time que defendeu como profissional entre 1973 e 1985. Nesse período, ele marcou 255 gols em 475 jogos disputados. Além disso, conquistou diversos títulos, como oito estaduais, também sendo vice-campeão brasileiro em 1977, ano em que foi artilheiro da competição, e em 1980. Ele também fez parte do grupo que disputou a Copa do Mundo de 1978 pela seleção brasileira.

"Muito feliz em poder retornar para casa, especialmente com essa equipe. Estou muito motivado e cheio de disposição para trabalhar na formação de novos talentos para o Atlético", escreveu Reinaldo em seu perfil no Twitter.

A contratação do craque consolida a aposta do Atlético, na atual gestão de Sergio Sette Câmara, em ex-jogadores para trabalhar nas suas categorias de base, que tem Marques como coordenador e Valdir Benedito como coordenador geral de captação. Éder Aleixo é o coordenador de excelência técnica, enquanto Canela, Hernani, Neguete, Edgar e Éverton são observadores técnicos, mesmo função que agora passará a ser exercida por Reinaldo.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolAtlético MineiroReinaldo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.