Santos FC
Santos FC

Ídolo do Santos, Giovanni será auxiliar técnico de interino no domingo pelo Brasileirão

Após demissão do técnico Fabián Bustos, equipe alvinegra tentará se reerguer diante do Atlético Goianiense

Redação, Estadão Conteúdo

07 de julho de 2022 | 17h58

Ídolo do Santos, o ex-meia-atacante Giovanni estará no banco de reservas da equipe para a partida contra o Atlético-GO, no domingo, pela 16ª rodada do Brasileirão. Ele vai atuar como auxiliar técnico de Marcelo Fernandes, que comandará o time santista de forma interina após a demissão de Fabián Bustos, nesta quinta-feira.

De acordo com o clube, a ideia de reforçar a comissão técnica, destituída com a saída de Bustos, partiu de comum acordo entre o treinador interino e o presidente Andres Rueda em reunião realizada nesta quinta, no CT Rei Pelé.

Pela manhã, a direção do Santos demitiu Bustos e toda a comissão que o acompanhava. Deixaram o clube, assim, os auxiliares Lucas Ochandorena e Carlos Caicedo e o preparador físico Marcos Conenna. Também saíram o executivo de futebol Edu Dracena, o gerente de futebol Guilherme Lipi e o assessor do gerente Arnaldo Hase.

Marcelo Fernandes, auxiliar permanente do clube, assumiu interinamente, como já fizera em outras oportunidades. A princípio, ele vai comandar o time tanto no fim de semana quanto no clássico com o Corinthians, na quarta-feira, pela volta das oitavas de final da Copa do Brasil.

Inicialmente, Giovanni será auxiliar apenas contra o Atlético-GO. Mas, dependendo do seu desempenho, poderá seguir na função também no clássico decisivo, no qual o Santos tentará reverter a goleada de 4 a 0 sofrida no jogo de ida.

Um dos grandes ídolos da história santista, Giovanni somou três passagens pela equipe, sendo a mais marcante entre os anos de 1995 e 1996. Na ocasião, em 1995, foi o principal jogador na campanha do vice-campeonato brasileiro do Santos. No ano seguinte, ele se transferiu para o Barcelona.

Em 2005, em nova passagem pela equipe santista, participou da conquista do Campeonato Paulista do ano seguinte. Ele levantou o mesmo troféu também em 2010, em sua última passagem pelo clube. Naquele ano, também esteve no time campeão da Copa do Brasil.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSantos Futebol ClubeGiovanni

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.