Rubens Chiri / São Paulo FC
Rubens Chiri / São Paulo FC

Igor Gomes reflete o sentimento dos são-paulinos após empate: 'Resultado injusto'

Time tem confronto decisivo pela Libertadores contra o River Plate na próxima quarta-feira

Redação, Estadão Conteúdo

26 de setembro de 2020 | 22h09

Não foi uma atuação brilhante, muito distante disso, mas o São Paulo merecia voltar de Porto Alegre com os três pontos na bagagem, resultado que aumentaria bastante a confiança para o jogo diante do River Plate. Atuando com um homem a mais por 30 minutos, o São Paulo pressionou o Inter e, com um pouco mais de capricho, voltaria a comemorar uma vitória, que não vem, agora, há cinco jogos.

"Foi um resultado injusto. Colocamos nossa proposta em campo, mas não matamos", admitiu o meia Igor Gomes, mostrando frustração com o empate. "Fizemos uma boa partida. Eles só se defenderam", avaliou o jogador. "Nosso grupo está chateado por não sair com os três pontos." Tirando o lance do gol de Thiago Galhardo, realmente o Inter pouco fez no confronto. O goleiro Tiago Volpi não fez uma defesa difícil sequer.

Diante do Inter, o tropeço custou a subida ao segundo lugar. Contra o River Plate, deixar a vitória escapar será praticamente dar adeus à Libertadores. O São Paulo terá de ser cirúrgico diante dos argentinos. O clube sabe que não terá muitas oportunidades como no Sul. A ordem é aproveitar as oportunidades. Resta saber com qual formação no ataque.

Autor do gol no Beira-Rio, Luciano está suspenso. Pablo foi substituído no intervalo e parece sem moral com Fernando Diniz. Brenner entrou discreto e Paulinho Boia só foi lançado nos minutos finais. Há a possibilidade de reforçar o meio com Hernanes e usar só um homem na frente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.