Mailson Santana/Fluminense
Mailson Santana/Fluminense

Igor Julião celebra momento e espera nova chance pelo Flu contra o Palmeiras

Revelado pelo próprio clube, lateral foi várias vezes emprestado desde 2014

Estadão Conteúdo

13 de novembro de 2018 | 14h22

Depois de uma longa espera, Igor Julião voltou a ter oportunidades no Fluminense. Quando nem mesmo o próprio jogador esperava mais, a necessidade e suas boas atuações lhe garantiram espaço no elenco tricolor e uma sequência de jogos. O lateral de 24 anos não escondeu a surpresa pelo momento, mas fez questão de celebrar.

"Jamais imaginaria terminar o ano assim, até pela forma que cheguei aqui. Não passava pela minha cabeça. Trabalhei para que se a oportunidade aparecesse, eu pudesse cumpri-la. Às vezes, parece que a ficha ainda não caiu", declarou em entrevista coletiva nesta terça-feira.

Revelado pelo próprio Fluminense, Igor Julião teve poucas oportunidades no clube. De 2014 para cá, foi emprestado duas vezes para o Sporting KC, dos Estados Unidos, para o ABC, o Macaé e a Ferroviária, até chegar ao Samorin, da Eslováquia, onde estava até o meio do ano. De volta ao elenco tricolor, ficou quatro meses sem sequer ser relacionado, mas as lesões de Gilberto e Léo lhe garantiram novas oportunidades.

"Nunca desmotivou não jogar. Vinha mantendo minha forma. Trabalhava comigo mesmo, criava metas todos os dias, física, mentalmente. De forma alguma isso me desmotivou. Continuei trabalhando, esperando a minha oportunidade", afirmou. "Até se machucar, o Gilberto era, pra mim, o melhor lateral-direito do Brasil. Estou feliz de estar jogando, se o professor precisar de mim amanhã, estou à disposição."

Igor deve, de fato, ser novamente utilizado nesta quarta-feira, quando o Fluminense visita o líder Palmeiras pela 34.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Isso porque Gilberto segue afastado, e Léo não se recuperou de um edema na coxa direita.

"Ainda não sabemos se jogo ou não. Testamos muitas formações. Mas a cabeça está boa para o que o professor pedir. Estarei pronto para ajudar", garantiu o lateral. "O Palmeiras é muito organizado. Tem jogadores muito técnicos, habilidosos, de muita força. Estaremos jogando contra o líder do campeonato. Precisamos de atenção 100% do tempo. O time todo deles é muito perigoso."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.