Bruno Cantini / Atlético-MG
Bruno Cantini / Atlético-MG

Igor Rabello repudia vaias e garante foco do Atlético-MG na Sul-Americana

Após sofrer derrota para a Caldense, equipe foca em tentar reverter placar adverso contra o Unión La Calera, do Chile

Redação, Estadão Conteúdo

16 de fevereiro de 2020 | 20h40

O Atlético-MG deixou o Mineirão debaixo de vaias após ser derrotado pela Caldense, por 2 a 1, na tarde deste domingo, pela sexta rodada do Campeonato Mineiro. Um dos mais atingidos pela manifestação da torcida foi o volante Zé Welison, que perdeu a bola no lance que deu origem aos segundo gol do time de Poços de Caldas.

As vaias começaram antes mesmo do segundo gol da Caldense. Quando o técnico Rafael Dudamel trocou Nathan por Di Santo, no começo do segundo tempo, o Mineirão vaiou a substituição. No final da partida, o coro aumentou e o time saiu de campo debaixo de muitos xingamentos vindos das arquibancadas.

"Acho que o torcedor mexe com paixão, emoção. Sempre quer a vitória e às vezes não sabe como é difícil dentro de campo", comentou o zagueiro Igor Rabello, autor do único gol atleticano neste domingo. "Acho injusta a vaia para o Zé, cara que vem dando a vida dentro de campo. Um dia ele vai mal, falha. Mas estamos firmes com ele, pode acontecer com todos. A gente que levantar a cabeça que quinta tem um jogo importante", complementou.

No meio de semana, o Atlético-MG encara o Union La Calera, do Chile, no jogo de volta da primeira fase da Sul-Americana. No primeiro duelo, os chilenos venceram por 3 a 0.

Agora o time do Chile pode perder por 2 a 0. Se o time brasileiro vencer por 3 a 0 vai levar a definição para os pênaltis, enquanto um placar de 4 a 0 lhe garante a vaga direta. Como já aconteceu no passado, a torcida promete empurrar o Atlético-MG com cartaz na mão: "Eu Acredito!"

Tudo o que sabemos sobre:
futebolAtlético MineiroIgor Rabello

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.