Ilsinho acerta com Shakhtar Donetsk e deixa o São Paulo

Lateral assina acordo de quatro anos e clube ucraniano paga R$ 28 milhões pelos direitos federativos do atleta

Guilherme Carvalho, do Jornal da Tarde,

27 Julho 2007 | 17h16

Ilsinho não é mais mesmo jogador do São Paulo. O lateral-direito aceitou nesta sexta-feira a oferta do ucraniano Shakhtar Donetsk para deixar os atuais campeões brasileiros. A informação foi confirmada por Wagner Ribeiro, empresário do atleta. O acordo com os europeus é de quatro anos, mas o valor não foi confirmado - na semana passada a quantia divulgada era de 11 milhões de euros (aproximadamente R$ 28 milhões). "É muito bom saber disso. Gostamos da proposta e a prova disso é que liberamos o jogador para viajar e negociar com o clube", disse o vice-presidente de futebol Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco. O dirigente disse que o dinheiro da transferência não será necessariamente investido em jogadores. "Estamos abertos a bons negócios, mas é um dinheiro que faz parte da receita do clube."No início, o jogador de 21 anos estava reticente em atuar num país fora do grande eixo do futebol europeu. Porém, Ilsinho viajou com a mãe e o empresário para conhecer a cidade e "adorou o local", segundo disse Ribeiro. Antes de fechar o acordo, o ala conversou com os brasileiros Jadson (ex-Atlético Paranaense) e Luiz Adriano (ex-Internacional). Os compatriotas elogiaram a estrutura do time e aconselharam o ex-são-paulino a aceitar a transferência.O empresário informou também que Ilsinho acompanhou a vitória do Shakhtar Donetsk sobre o Zorya por 3 a 0, nesta sexta, pelo Campeonato Ucraniano - os donos da casa ganharam com um gol de Jadson e dois de Gladki. O jogador brasileiro, que já foi chamado por Dunga para a seleção, já está procurando casa para morar na cidade de Donetsk.Nos próximo dias Ilsinho irá retornar para o País para acertar a sua rescisão de contrato com o São Paulo - o acordo iria até 2010. A equipe do Morumbi, que não gastou nada para contratar o atleta - ele foi dispensado pelo Palmeiras no início de 2006 -, vai receber 60% do valor desembolsado pelos ucranianos, cerca de R$ 17 milhões. A última partida de Ilsinho com a camisa do São Paulo foi na vitória sobre o Cruzeiro por 2 a 1, no dia 27, em Belo Horizonte. Por causa da viagem para a Ucrânia, ele não esteve em campo no triunfo sobre o Sport Recife por 3 a 1, na última quinta-feira.Para o confronto com o América-RN, domingo, em Natal, Muricy Ramalho deve manter a mesma formação que venceu o Sport, com dois zagueiros e Richarlyson improvisado na lateral-esquerda. Breno, que volta de suspensão, deve ficar no banco de reservas. "Quando o time está jogando bem, o técnico tem que mexer o menos possível", comentou o técnico.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.