Imagem de Rivaldo é alvo de disputa

Apesar do acerto de Rivaldo com o Milan, a transferência do jogador da Espanha para a Itália ainda continua causando problemas. A empresa que estava negociando a promoção da imagem do jogador na Europa, a Sarai Marketing Personnalisé et Sportif, acabou sendo impossibilitada de continuar os trabalhos que havia iniciado quando Rivaldo ainda jogava pelo Barcelona, já que o Milan quer o direito sobre a imagem do jogador. Stéphanie Cornu, proprietária da empresa, conta que havia estabelecido contato com mais de 50 empresas por toda a Europa, entre elas a Audi, Ford, Barilla, Tissot e Gilleti. Segundo a empresária, pelo menos três multinacionais já estavam prontas para utilizar a imagem de Rivaldo em suas propagandas. "Não posso revelar o nome das empresas, mas são companhias multinacionais", afirmou Stéphanie Cornu à Agência Estado. Segundo ela, a promoção da imagem do Rivaldo na Europa custaria cerca de US$ 1 milhão por ano para cada empresa que utilizasse sua imagem. "É difícil colocar um preço na imagem de um jogador tão conhecido como Rivaldo", explica a proprietária da empresa de marketing. Stéphanie conta que espera que os representantes de Rivaldo negociem a liberação do uso da imagem do jogador com o Milan, para que a Sarai possa voltar a contatar as empresas que já haviam mostrado interesse em vincular seus produtos à imagem do pentacampeão e vice-artilheiro da Copa de 2002. A Sarai ainda negocia a imagem de Geovanni, do Barcelona, e de outros atletas europeus, um negócio que não pára de gerar lucros e disputas pela Europa.

Agencia Estado,

19 Agosto 2002 | 14h54

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.