Reprodução/ Instagram
Reprodução/ Instagram

IML deve liberar 2 primeiros corpos das vítimas de incêndio durante a madrugada

Arthur Vinícius e Pablo Henrique, ambos de 14 anos, já foram identificados e reconhecidos pelas famílias

Ciro Campos / RIO, O Estado de S.Paulo

08 Fevereiro 2019 | 23h09

Os dois primeiros corpos das vítimas do incêndio no alojamento das categorias de base do Flamengo serão liberados pelo Instituto Médico Legal (IML) do Rio nas próximas horas. Os zagueiros Arthur Vinícius e Pablo Henrique, ambos de 14 anos, já foram identificados pelos peritos, reconhecidos pelas famílias e durante a madrugada de sábado serão levados para funerárias para serem preparados para o velório.

O primeiro corpo a sair deve ser de Pablo Henrique. O defensor foi a primeira vítima a ser identificada. Os peritos não encontraram tantas dificuldades nesse trabalho, já que conseguiram checar as impressões digitais do garoto e conferir com informações da carteira de identidade. Por volta das 22 horas, o carro de uma funerária chegou à sede do IML para buscar o corpo da vítima.

O parente responsável pelo reconhecimento foi o zagueiro Werley, do Vasco, que era primo e representante legal do garoto no Rio. O defensor foi ao IML no fim da tarde e permaneceu cerca de uma hora. Muito abalado, o jogador foi embora rapidamente e avisou que não daria entrevistas. Pablo Henrique estava no Flamengo desde o ano passado e é natural de Oliveira (MG).

Pouco depois das 22h, os familiares de Arthur Vinícius chegaram ao IML para fazer o reconhecimento. Nascido em Volta Redonda (RJ), o garoto completaria 15 anos neste sábado. O zagueiro seria liberado pelo clube na quinta-feira para se encontrar com os parentes, mas pediu para pernoitar no Ninho do Urubu para poder disputar um amistoso que seria realizado nesta sexta-feira.

Segundo comunicado do Flamengo, mais duas vítimas tiveram o processo de identificação concluído e serão os próximos a serem reconhecidos pelos familiares e liberados. O próximo deve ser o atacante Victor Isaías e na sequência o goleiro Bernardo Pissetta. Ambos tinham 14 anos e chegaram ao Flamengo depois de atuarem juntos na base do Athletico.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.