Reprodução
Reprodução

Imprensa argentina critica Maradona e jogadores

'Diego é o maior responsável pelo tsunami, porque a altitude existe e não pode ser subestimada', diz o 'Olé'

AE, Agência Estado

02 Abril 2009 | 11h37

A imprensa argentina não poupou o técnico Diego Armando Maradona pelo vexame protagonizado pela seleção argentina com a derrota por 6 a 1 para a Bolívia, em La Paz, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo. Os jogadores, no entanto, também não escaparam das críticas.

Veja também:

link Bolívia surpreende e goleia Argentina por 6 a 1

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão

especialVisite o canal especial das Eliminatórias da Copa

"Eu me equivoquei e paguei", escreveu o jornal Olé em sua capa, citando declaração de Maradona após a partida. "Diego, como técnico, é o maior responsável pelo tsunami de La Paz, porque a altitude existe e não pode ser subestimada", analisou o principal diário esportivo do país, citando também os jogadores. "Sem os erros de Diego e a amnésia dos seus comandados, a Bolívia e a altitude não teriam conseguido sozinhos."

O La Nación escreveu na capa que o placar de 6 a 1 se deveu ao "peso de uma lição impensada", acusando Maradona de subestimar o adversário e mexer de forma desordenada na equipe - em relação à vitória por 4 a 0 sobre a Venezuela, no sábado, ele barrou o atacante Agüero, seu genro, e escalou no lugar o meia Lucho González, além de trocar o esquema tático 3-4-3 pelo 4-4-2.

O Clarín estampou apenas a palavra "Seis" como título de capa, e lamentou a fraca atuação de estrelas como Messi e Tevez. "A equipe sofreu os efeitos da altitude, mas ainda mais porque suas principais figuras não apareceram em nenhum momento", analisou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.