Imprensa argentina preocupada com jogo diante da Alemanha

Sempre irreverentes e enaltecendo o futebol argentino, o jornal portenho Olé mudou a sua linha editorial ao elogiar muito a seleção da Alemanha, adversária da equipe local nas quartas-de-final da Copa do Mundo. O confronto entre os dois países acontece na próxima sexta-feira.O diário estampou em sua página na internet o seguinte título: "Uma máquina", se referindo ao time dirigido por Jürgen Klinsmann. "A Alemanha jogou a sua melhor partida no Mundial. A equipe arrancou rapidamente sobre os suecos e marcou duas vezes com Podolski (autor dos tentos)", completou. Sobre a vitória da equipe de José Pekerman, o diário estampou: "Maxi golaço", lembrando o gol anotado pelo meia do Atlético de Madrid, nos primeiros minutos da prorrogação, na vitória por 2 a 1 diante do México.Numa enquete também realizada pelo Olé, os argentinos perguntam: "Brasil - Como você vê a equipe campeã mundial?". A maioria dos internautas (39,8% dos 63.050 votos computados) escolheram a opção "Brasil é Brasil, e sempre encontra maneiras para ganhar".Já o La Nacion colocou: "O grito foi escutado em toda a Alemanha", se referindo ao triunfo dos bicampeões mundiais sobre os mexicanos. O jornal também não poupou críticas, dizendo que "a Argentina do técnico José Pekerman não jogou bem, mas ganhou com o coração". Mesmo antes do jogo da seleção argentina, a manchete do diário antecipou o confronto das quartas: "Alemanha espera a Argentina". O atacante Klose também foi elogiado por sua "atuação inspirada".O Clarín também foi mais crítico ao selecionado sul-americano ao usar o título: "A seleção teve mais impulso do que futebol". O jornal publicou uma matéria "Como joga o rival que está por vir". Em determinador trechos, foram colocados que a Alemanha "é uma equipe que em várias ocasiões da partida se dedica a tocar a bola atrás. Utiliza chutes certeiros, enquanto que Schweinsteiger e Ballack imprimem a velocidade da seleção".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.