Adrian Dennis / AFP
Adrian Dennis / AFP

Imprensa belga elogia estreia do país na Copa, mas aponta ressalvas

Jornal destaca atuação do goleiro Courtois e afirma que partida poderia ter resultado diferente se não fosse ele

Estadão Conteúdo

19 Junho 2018 | 06h14

A seleção belga é considerada uma das favoritas na Copa do Mundo da Rússia. A atual geração de jogadores é reconhecidamente enaltecida por diversos talentos individuais, mas quando se reúne tem fama de "amarelar". O Mundial está aí para acabar com esse estereótipo.

+ Treinador se diz satisfeito com desempenho da Bélgica: 'Era o eu que esperava'

+ Hazard comemora força do conjunto belga em vitória; panamenhos vibram com estreia

A estreia da Bélgica na competição foi com uma vitória por 3 a 0 sobre o Panamá, estreante no principal torneio de futebol do planeta. A imprensa belga, de uma maneira geral, gostou da partida válida pela primeira rodada do Grupo G, mas fez algumas ressalvas.

"Uma vitória por 3 a 0, mas há trabalho a ser feito", resumiu o diário "La Dernière Heure". E acrescentou: "todo mundo pensava que a Bélgica ia vencer com muita tranquilidade, mas essa impressão foi correta em partes".

O "La Libre Belgique" destacou a atuação do goleiro Thibaut Courtois. "Se ele não tivesse ido bem, a partida teria um final diferente". "Durante o primeiro tempo a Bélgica jogou abaixo do seu nível". A TV pública RTBF, em seu site oficial, que "pela sétima vez consecutiva em Copa do Mundo, a Bélgica não conseguiu marcar no primeiro tempo da partida".

 

O diário "De Standaard" escreveram que "Os Diabos Vermelhos conquistaram uma bonita vitória por 3 a 0 em sua estreia no Mundial contra Panamá". Mas disseram que a maneira com que veio o triunfo "em alguns momentos pareceu complicado."

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.