Imprensa diz que Chelsea quer Kaká por R$ 400 milhões

Técnico Avram Grant teria dito a Abramovich que ele deveria contratar o jogador independente do valor

Efe,

11 de outubro de 2007 | 14h45

O técnico do Chelsea, Avram Grant, teria comentado com o dono do clube, o magnata russo Roman Abramovich, que deseja contar com o brasileiro Kaká seja qual for o preço a pagar, mesmo que o meia custe 150 milhões de euros (cerca de R$ 400 milhões). Veja também: Kaká desmente boatos de gravidez da esposa  A suposta aquisição da estrela do Milan pelo Chelsea daria início a um movimento frenético no mercado de contratações, publicou nesta quinta-feira o jornal Daily Express. "Kaká é um alvo a longo prazo e caso haja alguma oportunidade de contar com ele Avram tentará conseguir isto. Avram gosta muito de Kaká e disse a Abramovich que é um bom investimento, inclusive por 150 milhões de euros", afirmou uma fonte para o jornal. "Certamente que os clubes mais ricos do mundo querem Kaká, inclusive o Manchester United e o Real Madrid, mas apenas o Chelsea poderia fazer um investimento desta magnitude. O Milan não é uma equipe vendedora, mas quem sabe se o Chelsea fizer uma grande oferta", declarou a mesma fonte.

Tudo o que sabemos sobre:
ChelseaKakáAC Milan

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.