Imprensa francesa 'pede' Thierry Henry em amistoso contra o Brasil

Imprensa francesa 'pede' Thierry Henry em amistoso contra o Brasil

Maior artilheiro da seleção francesa anunciou saída do New York Red Bulls nesta segunda e acendeu boatos sobre aposentadoria

O Estado de S. Paulo

02 de dezembro de 2014 | 11h55

Um dos maiores jogadores da última geração francesa, o atacante Thierry Henry pode fazer sua despedida pela seleção de seu país em amistoso contra o Brasil, no dia 26 de março de 2015. Pelo menos é isso que espera a imprensa francesa, que faz coro por uma "última volta" do jogador com a camisa azul.

Na edição desta terça-feira, o jornal L'Équipe propõe que o atleta seja convocado para atuar no jogo contra o Brasil, nem que seja por alguns minutos: "Mais de quatro anos depois de deixar a França na ponta dos pés, Thierry Henry deve ter uma homenagem à sua medida: alguns minutos com o Blues contra o Brasil no final de março, no Stade de France. Em todo caso, a proposta é do L'Équipe", diz o jornal, em texto intitulado "Henry merece uma última volta".

Nesta segunda-feira, o atacante de 37 anos anunciou sua saída do New York Red Bulls e acendeu rumores sobre sua aposentadoria. O jogador é conhecido dos brasileiros por ter marcado o gol da vitória por 1 a 0 nas quartas-de-final da Copa do Mundo de 2006, quando a França de Henry e Zidane despachou um Brasil 'galático', com Ronaldo, Ronaldinho, Kaká, Adriano e Robinho. Na ocasião, a França ficou com o vice-campeonato mundial, sendo derrotada na decisão pela Itália, nos pênaltis.

Com 51 gols, o atacante é o maior artilheiro da história da seleção francesa. Ele se aposentou da camisa azul logo após a vexatória campanha da Copa de 2010, na África do Sul, quando a França foi eliminada ainda na primeira fase. Ele ainda protagonizou a polêmica da classificação da equipe para aquele mundial, quando usou a mão para adiantar a bola no lance que resultou no gol da vitória contra a Irlanda, pela repescagem das Eliminatórias, em 2009.

O apelo da imprensa francesa pela convocação de Henry para o amistoso com o Brasil não para por aí. Em sua versão digital, o mesmo L'Équipe publicou um texto fantasioso em que 'simula' uma aposentadoria triunfal do ídolo com a camisa da seleção. Nele, Henry é convocado para a partida, entra no segundo tempo e anota um gol de pênalti no final do jogo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.