Imprensa internacional repercute denúncia de repasses da CBF a Rosell

Envolvimento do presidente do Barcelona em desvio de milhões é notícia em jornais como o 'El País'

O Estado de S. Paulo

15 de agosto de 2013 | 15h07

SÃO PAULO - O jornal El País e outros veículos de comunicação da Europa repercutiram nesta tarde reportagem apurada pelo Estado de que a CBF desviara parte dos cachês de amistosos internacionais a contas do presidente do Barcelona, Sandro Rosell.

 

A notícia de que o órgão que rege o futebol nacional e a empresa que organiza os eventos,  a ISE, sediada nas Ilhas Caiman, repassava parte da verba para o cartola do futebol internacional foi reproduzida por um dos mais expressivos jornais da Espanha, o El País, que destacou: "Rosell recebeu 8 milhões por amistosos do Brasil".

 

Outras publicações, como o La Vanguardia, ABC e Yahoo repercutiram a denúncia, além de portais sobre o universo do esporte da Espanha e de Portugal.

 

A reportagem publicada na edição desta quinta-feira do Estado denuncia, por meio de acesso a documentos, que a ISE, que organiza os amistosos da seleção desde 2006, repassou a renda de diversos dos jogos, cerca de US$ 10 milhões, à Uptrend Development LLC, nos Estados Unidos, registrada no nome de Alexandre R. Feliu, o nome oficial de Sandro Rosell.

 

O cartola foi diretor da Nike no Brasil e tinha uma relação próxima com o ex-mandatário da CBF, Ricardo Teixeira, que abriu mão de seu cargo após denúncias de corrupção.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.