Imprensa peruana destaca empate

A repercussão do empate contra o Brasil em 1 a 1 pelas eliminatórias da Copa do Mundo, no Morumbi, nos principais jornais peruanos podia ser prevista pela euforia dos jornalistas no estádio paulista na quarta-feira à noite. Um dos repórteres chegou a declarar na coletiva do time de Julio Cesar Uribe, antes de iniciar a pergunta, que gostaria de beijar tanto o treinador quanto os jogadores Jayo e Ciurlizza.As manchetes dos principais diário do país expressaram o êxito e a garra da seleção pela busca do empate contra o número 1 do ranking mundial da Fifa. ?Peru fez Brasil tremer?, foi a mais exaltada de todas no ?Expreso?. ?Sendo sinceros e deixando o fanatismo de lado, além da alegria coletiva, merecíamos ganhar a partida disputada no Morumbi?, completa o subtítulo.A falta de sorte dos atacantes Pizarro, Maestri e Mendoza foi apontada pelos jornais como a principal razão pela qual o Brasil não sofreu sua primeira derrota da história nas seletivas sul-americanas jogando em casa. O diário ?TodoSport? foi mais informativo e menos apaixonado com a manchete ?Paramos o Brasil como machos? e termina o texto da matéria dizendo que o Peru jogou com ?alma, coração e vida?.?Homens?, escreve o diário ?OJO?, que não poupou elogios ao time de Uribe. ?Ao fim do jogo estávamos todos com o peito inflado de orgulho e o coração em festa?, diz uma nota. O ?El Comercio? foi circunspecto em sua manchete: ?Sólido empate?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.