Improváveis, Vasco e Botafogo começam a decidir o título do Campeonato Carioca

No início do campeonato, poucos apostavam que Vasco ou Botafogo seria o campeão carioca de 2015. Com recursos escassos, as equipes reformularam seus planteis com nomes pouco conhecidos - exceção feita a alguns medalhões. Mas, em meio a polêmicas e classificações sofridas, os dois times começam a decidir o Estadual neste domingo, a partir das 16 horas, no estádio do Maracanã, no Rio.

MARCIO DOLZAN, Estadão Conteúdo

26 de abril de 2015 | 08h05

Vencedor da primeira fase (Taça Guanabara), o Botafogo joga por dois empates para ser campeão. A equipe de General Severiano também tem a estatística a seu favor: nunca perdeu uma decisão estadual para o Vasco, que não ergue o troféu de campeão do Rio de Janeiro desde 2003.

A estatística, porém, não preocupa o técnico Doriva, que quer ser campeão para deixar o nome gravado na história vascaína, segundo ele mesmo declarou. Como acontecera antes das semifinais, fechou os treinos e não revelou o time que irá a campo. Mas deu indícios de que irá manter a formação que vinha atuando. "Não é momento de fazer nenhuma loucura. A equipe tem tido consistência importante. Vamos nessa linha".

Assim, a única dúvida do treinador deve ficar no ataque. Gilberto vai para o jogo, mas seu companheiro ainda é uma incógnita. Rafael Silva, que vinha fazendo uma temporada irregular, firmou-se nas duas últimas partidas, mas tem a concorrência de Dagoberto, principal contratação do time e no ano e que, recuperado de lesão, "está pronto" nas palavras do treinador.

No Botafogo, a suspensão por doping imposta a Jobson na última sexta-feira atrapalhou o ambiente do time, mas não o ânimo pela busca do título. Os jogadores falam em conquistar o Estadual e dedicar ao atacante. Sem Jobson, Rodrigo Pimpão formará o ataque com Bill. Ex-jogador do Vasco, ele disse que não considera o confronto especial e prometeu comemorar caso marque algum gol. "''Já enfrentei o Vasco duas vezes, e as duas acabei vitorioso", comentou. "Tenho muito carinho, pois o Vasco me projetou no futebol junto com o Paraná, mas também tenho muito carinho pelo Botafogo".

O técnico René Simões elogiou o jogador. "Pimpão é um dos jogadores mais inteligentes que temos no grupo. Um toque e ele entende o que é para fazer. Ocupa espaços ofensivos e defensivos", avaliou o treinador.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.