Indefinição de Tevez não frustra técnico do Manchester

O atacante Carlos Tevez, campeão brasileiro pelo Corinthians em 2005, está com dificuldades para acertar sua permanência no Manchester United em 2009. Como saiu do Brasil negociado pela MSI, então parceira do clube corintiano, o empresário do jogador está tendo uma negociação arrastada para a assinatura de um vínculo permanente com o time inglês. Essa demora, no entanto, não preocupa o técnico do Manchester, Alex Ferguson."Não me deixa frustrado. Eu tenho me acostumado com isso ao longo dos anos. Você só precisa ser paciente", disse o treinador, que admitiu a possibilidade da negociação ser longa. O motivo principal pela demora é a dúvida quanto aos donos dos direitos do atacante argentino. Em 2006, Tevez foi vendido pela MSI ao West Ham United, que emprestou o jogador no ano seguinte ao Manchester, com um contrato válido por dois anos. Ferguson preferiu desconversar sobre o imbróglio provocado pela dissolução da MSI, e preferiu ressaltar a importância de Tevez, mesmo com o atacante ficando a maioria das partidas na reserva. "Quando você tem um elenco de jogadores, todos devem ter a sua parte", disse Ferguson. "O mais importante é que o Carlos dá uma grande contribuição. Ele já começou alguns jogos.""Ninguém atuou em todos os jogos. Todos eles tiveram alguns minutos, outros ficaram no banco, e algumas vezes eles ficaram de fora. Isso é exatamente o que acontece com a rotação do elenco no jogo moderno", concluiu o treinador. É por causa deste raciocínio de Ferguson que Tevez vive a expectativa de começar como titular na partida desta quarta-feira, pela Liga dos Campeões, contra o Aalborg.Além do time inglês já estar garantido nas oitavas-de-final da competição, Tevez vem credenciado por ter marcado quatro gols na goleada por 5 a 3 sobre o Blackburn, que classificou o Manchester às semifinais da Copa da Liga Inglesa, na última quarta.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.