Bruno Cantini/Atlético-MG
Bruno Cantini/Atlético-MG

Indefinição sobre futuro de Luan e Elias preocupa Levir Culpi no Atlético-MG

Técnico do Galo pode perder os dois jogadores nos próximos dias

Redação, Estadão Conteúdo

21 de janeiro de 2019 | 11h45

O volante Elias e o atacante Luan atuaram na goleada do Atlético-MG por 5 a 0 sobre o Boa, no último domingo, em Belo Horizonte, na estreia do Campeonato Mineiro, mas o assédio de vários clubes e a indefinição sobre o futuro dos jogadores deixam preocupado o técnico Levir Culpi.

"Já conversei com o Luan. Quem cuida da empresa dele é ele. Eu falo para os jogadores que eles administram a carreira deles. Ele é que sabe o que é bom para ele. E tem de tomar uma decisão. Está meio chatinho já. Vai, não vai, vem, não vai, vem um de lá pra cá, não sei como funciona", diz o treinador, referindo-se ao jogador, autor de três assistências na goleada.

Para Levir Culpi, o atacante, integrante do elenco do Atlético-MG desde 2013 e que tem proposta do Corinthians, é peça fundamental e decisiva para a equipe. "Tomara que resolvam o mais rápido possível. A gente gostaria de contar com ele, sem dúvida. É um cara legal, decisivo como foi hoje (domingo). Vamos torcer para que isso se solucione rapidamente porque fica muita insegurança."

A situação de Elias também preocupa o treinador atleticano. Ele chegou a negociar com o Internacional nesta janela de transferências. "Todo mundo quer o Elias. O Elias tem contrato de um ano com o Atlético. Os caras só querem o Elias", afirma Levir Culpi.

"É uma situação que os caras têm de resolver financeiramente, através do presidente. É uma discussão muito grande, perder um jogador de alto nível também. Só porque eles querem o Elias, eles levam o Elias, como assim, se o Elias tem compromisso com o Atlético?" De acordo com o treinador, a saída do jogador de 33 anos pode causar um problema tático na equipe neste começo de temporada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.