Divulgação
Divulgação

Independência é o trunfo do Atlético-MG contra o São Paulo

'Somos muito fortes jogando aqui', afirma goleiro Victor

CIRO CAMPOS, ENVIADO ESPECIAL A BELO HORIZONTE, O ESTADO DE S.PAULO

18 de maio de 2016 | 05h00

O goleiro Victor, do Atlético-MG, fez questão de relembrar ontem que o time já inverteu vantagens até piores em confrontos de mata-mata e citou um dos segredos para o sucesso: O estádio Independência, que após ser remodelado, foi grande aliado nos títulos recentes. Construído para a Copa de 1950, o local passou por ampla reforma e foi reinaugurado em 2012. Desde maio daquele ano o Atlético-MG passou a mandar os jogos no estádio, período em que conquistou títulos importantes, como a Libertadores de 2013, a Copa do Brasil em 2014 e mais dois vices do Brasileiro.

"Somos muito fortes jogando no Independência. Temos uma ligação forte com a torcida", disse o goleiro. A partida será a última do clube no local nesta Libertadores, pois, caso avance à semifinal, terá de mandar o jogo em estádio com capacidade acima de 30 mil pessoas, por nova determinação do regulamento da competição. Em 2013, na campanha do título, o time pode jogar no local a semifinal contra o Newell's Old Boys, da Argentina.

O Atlético-MG soma 125 jogos no novo Independência, com 85 vitórias, 28 empates, 12 derrotas, 75% de aproveitamento. "Quando o estádio foi reformado, o intuito era de criar um caldeirão", disse o gerente de operações da Arena Independência, Hélber Gurgel. A reforma transformou um antigo estádio com arquibancadas e capacidade para apenas 9 mil torcedores, em uma arena multiuso para receber até 23 mil pessoas. A capacidade pode ser aumentada caso seja aplicado um projeto de ampliação. "Avaliamos a possibilidade de 'fechar' o estádio, que sempre foi um anseio do Atlético. Mas isso depende de avaliação e requer um alto investimento", disse Gurgel.

Pela estimativa dele, caso sejam erguidas arquibancadas e assentos atrás de um dos gols, onde atualmente estão somente os vestiários, o Independência conseguiria receber até 30 mil torcedores. 

5 ÚLTIMOS CONFRONTOS

2012 - Brasileirão - derrota do São Paulo: 1 a 0

2013 - Libertadores - fase de grupos - derrota por 2 a 1

2013 - Libertadores - oitavas - derrota por 4 a 1

2013 - Brasileirão - returno - empate de 0 a 0

2014 - Brasileirão - derrota de 1 a 0

 

Tudo o que sabemos sobre:
Atlético MineiroFutebolLibertadores

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.