David Fernández/EFE
David Fernández/EFE

Independiente e River ficam no 0 a 0 e deixam duelo aberto para a volta

Argentinos não saem do zero no primeiro jogo pelas quartas de final da Libertadores

Estadão Conteúdo

19 de setembro de 2018 | 21h34

Independiente e River Plate fizeram nesta quarta-feira, em Avellaneda, um jogo movimentado, cheio de oportunidades de ambos os lados e com boas atuações dos dois goleiros, mas o 0 a 0 foi mantido até o apito final. O resultado, pelas quartas de final da Libertadores, deixou a certeza de que a briga por uma vaga na próxima fase segue totalmente aberta para o jogo de volta, dia 2 de outubro, no Monumental de Núñez.

O River foi melhor em parte do primeiro tempo, enquanto o Independiente foi amplamente superior no início da etapa final, mas Armani e Campagna fizeram grandes defesas e mantiveram o placar zerado. Quem avançar deste confronto deve encarar nas semifinais o Grêmio, que venceu o Atlético Tucumán na ida das quartas por 2 a 0, mesmo atuando na Argentina.

O começo de jogo foi todo do River, que ignorou a torcida da casa e criou três bons momentos nos primeiros cinco minutos. Aos dois, Montiel tentou e parou em Campagna, assim como Lucas Pratto, aos quatro. Um minuto mais tarde, Casco bateu, a bola desviou na defesa e passou rente à trave.

A primeira tentativa do Independiente, no entanto, foi a mais perigosa do primeiro tempo. Aos 18 minutos, Meza recebeu pela esquerda, ajeitou e bateu colocado, no travessão. A resposta do River veio com Borré, que exigiu outra grande defesa de Campagna.

O jogo ficou aberto, com boas chances de ambos os lados. O River voltou a assustar aos 27, quando aproveitou erro na saída de bola do adversário e Palacios mais uma vez parou em Campagna. A última oportunidade, no entanto, foi do Independiente. Aos 35, foi a vez de Armani trabalhar após escanteio da esquerda.

No segundo tempo, o Independiente tomou conta do campo de ataque e encurralou o River. Aos nove, em linda tabela, Gastón Silva recebeu na meia-lua e acertou a trave. Quatro minutos mais tarde, foi a vez dos visitantes errarem na saída, Gigliotti recebeu na área e tentou de carrinho, mas Armani fez defesa impressionante. No rebote, Romero jogou por cima.

O susto fez o River mudar o comportamento em campo, diminuir o ritmo e voltar a equilibrar o confronto. A equipe até deixava o Independiente com a bola, mas também rondava a área adversária e chegou a assustar novamente aos 40, em finalização de Mayada que Campagna espalmou novamente. A última chance também foi dos visitantes, mas Borré perdeu de cabeça na pequena área nos acréscimos.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.