Independiente enfrenta torcida no ABC

Sob muita pressão, o Independiente, da Argentina, enfrenta o São Caetano, nesta quarta-feira, às 21h15, no Estádio Anacleto Campanella, pela repescagem da Copa Libertadores da América. O time argentino deixou Buenos Aires enfrentando a ira dos torcedores. "Siga, siga, siga el baile, al compás del tamboril, a la vuelta cobran, si no ganan en Brasil", ou "Continuem jogando, ao ritmo dos nossos tambores, na volta vamos cobrar, se não ganharem no Brasil". Este era o coro da torcida na vitória sobre o Rosário Central, por 3 a 2, no domingo. O resultado não amenizou a má fase do time, sétimo colocado no Torneio Clausura.Preocupada, a diretoria do clube contratou seguranças particulares para acompanhar os jogadores e evitar agressões de torcedores que eventualmente acompanham o time em jogos fora da Argentina.A crise com a torcida explodiu na última semana, após a derrota por 3 a 2 para o Cienciano, em casa, que obrigou o time a disputar uma vaga para as oitavas-de-final da Libertadores na repescagem. "Realmente estamos vivendo uma fase ruim, mas exigimos o respeito dos nossos torcedores", disse o zagueiro Zurita. "É lamentável que em uma semana que temos um adversário difícil pela frente, nossa torcida seja um obstáculo a mais." Sem o lateral Daniel Eluchans, lesionado, o técnico Omar Pastoriza escala o volante Jiménez, para recompor a defesa.

Agencia Estado,

27 de abril de 2004 | 15h32

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.