Reprodução Twitter Independiente
Reprodução Twitter Independiente

Independiente pede a torcedores para não imitarem macacos no jogo contra o Santos

Partida pelas oitavas de final da Libertadores acontece neste sábado, no Pacaembu

Estadão Conteúdo

27 Agosto 2018 | 16h58

O Independiente divulgou comunicado nesta segunda-feira em seu site oficial pedindo aos seus torcedores que não se manifestem de maneira racista no Pacaembu, contra o Santos, no jogo de volta das quartas de final da Libertadores.

O aviso veio depois de torcedores do clube argentino terem sido flagrados imitando macacos para ofender os brasileiros durante o jogo de ida. Torcedores do Santos filmaram os argentinos com tal atitude racista.

"É crime racial fazer gestos ou dizer macaco a torcedores locais. É crime no Brasil associar uma pessoa a um animal. Os policiais entram em ação quando presenciam tais atitudes e prendem os torcedores visitantes. Em partidas anteriores já houve detenções. Há câmeras no estádio que registram tais ofensas raciais, razão pela qual é fácil provar o delito", informou o comunicado.

Os santistas que filmaram os gestos racista registraram boletim de ocorrência em São Paulo e estiveram acompanhados do vice-presidente do Santos, Orlando Rollo. O clube paulista pretende formalizar reclamação à Conmebol.

O duelo de ida terminou empatado sem gols. Nesta segunda-feira, no entanto, o placar da partida pode ser alterado, pois o volante do Santos Carlos Sanchez será julgado na Conmebol por suposta escalação irregular. Se punido, o time paulista será declarado perdedor por 3 a 0 da partida contra o Independiente. O jogo de volta está marcado para terça-feira, às 19h30, no Pacaembu.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.