Índio volta ao time do Corinthians

O lateral-direito Índio sai da lista de dispensa do Corinthians para tentar ajudar o time a somar três pontos contra o Mogi Mirim, amanhã, às 16 horas, em Mogi-Mirim. Uma vitória vai aumentar as chances de classificação da equipe às semifinais do Campeonato Paulista. Habituado a conviver com o drama de atleta "descartável", Índio entra novamente na equipe, beneficiado pelas suspensões de Rogério e Pereira. Índio não joga desde a derrota do Corinthians para a Portuguesa Santista, dia 3 de fevereiro, por 2 a 1, na estréia de Paulo Nunes, e que teve como conseqüência a demissão do técnico Dario Pereyra. Naquela partida, o lateral entrou durante o segundo tempo, mas, em seguida, contundiu-se e teve de sair de campo. O plano da diretoria era recuperar o atleta para vender o passe. "Sempre ouço a história de que vão me vender, mas contratam, contratam jogadores para a posição e continuo no clube", disse Índio, que esteve ameaçado de ir embora com a contratação de Daniel, ex-Ponte Preta, no início do ano passado (atualmente o lateral está no Palmeiras), e, posteriormente, com a chegada do volante Rogério, no segundo semestre, para atuar na lateral-direita. Com o técnico Wanderley Luxemburgo a situação de Índio mudou. Ele passou a ser olhado com mais carinho no clube. Formado nos amadores, Índio faz amanhã sua 114.ª partida na equipe profissional. Nesse entra-e-sai do time, Índio foi bicampeão brasileiro (1998/99), campeão paulista (1999) e campeão do Mundial de Clubes de 2000.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.