Bruno Cantini/Divulgação<br>
Bruno Cantini/Divulgação

Indisciplina afasta Jô, que fica no Atlético-MG só até dezembro

Atacante, que disputou a Copa, falta a treino e tem fotos em escola de samba vazadas na internet: pai teme que ele se perca na carreira

O Estado de S. Paulo

15 de outubro de 2014 | 13h01

O atacante Jô está encostado no Atlético-MG e terá seu contrato encerrado em dezembro, quando deverá negociar com outro clube, de acordo com seu pai, Dario de Assis, que sempre o incentivou na carreira, desde os tempos de menino no Parque São Jorge. faltou ao treino do Atlético-MG no sábado, alegando problemas particulares. Seu pai revelou que ele está enfrentando desavenças com a mulher, mas também não negou as fotos do filho na Escola de Samba Tradição. A diretoria do clube ficou uma fera com o jogador e, após uma conversa franca com Jô, ficou estipulado que ele permanecerá no Atlético até o fim de ano - seu contrato termina em maio de 2016 - e depois vai embora.

"Ele está com problemas com a esposa, mas isso não justifica. Não estou aqui passando a mão em sua cabeça ou dizendo que ele está certo e o clube está errado. Estou sabendo de tudo. Ele tem 27 anos e tem de ter paciência. Ele conversou com o Maluf e deixará o time em dezembro", disse Dario de Assis, inconformado com a falta de profissionalismo do filho, à TV Alterosa.

Jô disputou a Copa do Mundo com a seleção brasileira e foi um dos jogadores mais criticados pelo torcedor, embora tenha sido reserva de Fred. O pai do atacante também revelou que o clube mineiro está com alguns salários atrasados, mas negou que o filho tenha reclamado desta situação. Dario de Assis não sabe se Jô ficará encostado no Atlético. Na conversa com Eduardo Maluf, diretor de futebol, o treinador Levir Culpi também participou. Os três combinaram de esperar a chegada do presidente Alexandre Kalil para definir a situação.

"Ele sente muita falta de Ronaldinho, que foi para o México. Eles eram amigos e com a saída de Ronaldinho, ficou ruim para ele no meio de campo. Eu ficou chateado por ele, as pessoas me perguntam na rua o que está acontecendo com o Jô. Ele tem de ter paciência." Não está descartada a possibilidade de Jô se transferir para o mesmo time de Ronaldinho no México em janeiro. Nesta quarta, o Atlético-MG recebe o Corinthians no Mineirão, pela Copa do Brasil. Jô não jogará.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.