Indonésia reclama do uso de laser por torcida em jogo de futebol

Presidente do país disse que protestará junto à federação após perder da Malásia por 3 a 0

BBC Brasil, BBC

27 de dezembro de 2010 | 06h57

KUALA LUMPUR - O presidente da Indonésia, Susilo Bambang Yudhoyono, disse que vai registrar um protesto oficial junto à Federação de Futebol da Asia sobre o suposto uso de laser por torcedores, quando a equipe de seu país jogava contra a Malásia.

Torcedores e jogadores reclamaram depois que a Indonésia perdeu por 3 a 0 no primeiro jogo da final da Copa Suzuki, jogada em Kuala Lumpur, no domingo.

No segundo tempo, torcedores malaios dirigiram raios laser no rosto dos jogadores, incluindo o capitão do time e o goleiro, durante escanteios e jogadas importantes.

A partida chegou a ser suspensa por oito minutos depois que jogadores indonésios deixaram o campo.

Quando o jogo recomeçou, a Malásia marcou três gols em menos de 12 minutos.

O jornal indonésio Jakarta Post alega que a torcida malaia também usou laser durante a semifinal contra o Vietnã, em Kuala Lumpur.

O segundo jogo da final está marcado para quarta-feira, em Jacarta.

Em uma fase preliminar do torneio, a Indonésia venceu a Malásia por 5 a 1. Os dois países tem uma rivalidade antiga no futebol.

BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC

Tudo o que sabemos sobre:
futebollasertorcidaIndonésiaMalásia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.