Marcos Brindicci/Reuters
Marcos Brindicci/Reuters

Infantino confirma Peru e Polônia como sedes dos Mundiais Sub-17 e Sub-20

Presidente da Fifa divulgou informação após reunião do Conselho da entidade na Colômbia

Estadão Conteúdo

16 de março de 2018 | 19h54

O presidente da Fifa, Gianni Infantino, confirmou em entrevista coletiva nesta sexta-feira, em Bogotá, após a reunião do Conselho da entidade, que Peru e Polônia serão as sedes dos Mundiais Sub-17 e Sub-20, respectivamente. Os dois torneios serão disputados em 2019.

+ Fifa confirma uso de árbitro de vídeo na Copa do Mundo da Rússia

"O Mundial Sub-17 vai ser disputado no Peru, parabéns ao Peru, e o Sub-20 na Polônia, parabéns à Polônia", disse Infantino depois de informar que o árbitro de vídeo (VAR, na sigla em inglês) será utilizado na Copa do Mundo da Rússia. Havia uma proposta para fundir as duas categorias em uma só competição. Porém, ao menos em 2019, os membros do Conselhos decidiram por manter os torneios separados.

O presidente da Federação Peruana de Futebol (FPF), Edwin Oviedo, agradeceu a confiança depositada em seu país, que apresentou o pedido para sediar a competição de base na última terça-feira, em Lima, em reunião da cúpula executiva da Fifa.

"Esta notícia nos enche de orgulho e nos compromete a assumir este desafio com o profissionalismo e a responsabilidade correspondentes", disse Oviedo em comunicado da FPF. "Temos a certeza de que este Mundial irá melhorar e fortalecer o desenvolvimento do futebol do nosso país", completou.

O Peru já organizou a Copa do Mundo Sub-17 em 2005. Na ocasião, o torneio foi vencido pelo México, da geração de Carlos Vela e Giovani dos Santos. A Polônia, por outro lado, receberá um torneio de base pela primeira vez. A atual campeã do Mundial das duas categorias é a Inglaterra, que venceu o Sub-17 na Índia e o Sub-20 na Coreia do Sul.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.