Infeliz com a reserva, Marcos Assunção rescinde com a Lusa

Experiente volante de 38 anos chegou para ajudar a comandar a garotada, mas não se firmou com Paulo Silas e abandonou o barco 

Estadão Conteúdo

03 Setembro 2014 | 19h37

Após amargar mais uma derrota na Série B, a Portuguesa segue afundada na zona de rebaixamento. E, para piorar a situação, o experiente volante Marcos Assunção, um dos líderes do elenco, pediu a rescisão de seu contrato, provavelmente por estar descontente com a condição de reserva.

O técnico Silas Pereira se mostrou surpreso e lamentou a saída do veterano jogador de 38 anos. "A saída do Marcos Assunção partiu dele próprio. Eu contava com ele, a Portuguesa contava, mas ele sempre esteve livre para sair. Talvez o fato de não estar atuando influenciou", explicou o treinador.

Após perder um dos jogadores mais experientes de elenco, Silas já alertou sobre a necessidade de reforços. "Nós precisamos de reforços. Estamos atrás de dois jogadores e acredito que alguma novidade deve surgir nos próximos dias", revelou.

Após perder para o Joinville por 2 a 1, terça-feira, no Canindé, a Lusa caiu para a penúltima colocação do campeonato, com apenas 17 pontos. Na próximo terça-feira, o time visita o Santa Cruz, no Recife.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.