Phil Noble/Reuters
Phil Noble/Reuters

Inglaterra bate Argentina e avança às oitavas do Mundial Feminino

Jodie Taylor marca o gol da vitória por 1 a 0, nesta sexta-feira, em Le Havre, na França

Redação, Estadão Conteúdo

14 de junho de 2019 | 19h01

A Inglaterra chegou a desperdiçar um pênalti no primeiro tempo, mas depois marcou um gol com a atacante Jodie Taylor na etapa final para vencer a Argentina por 1 a 0, nesta sexta-feira, em Le Havre, na França, para assegurar vaga nas oitavas de final do Mundial Feminino da França.

Com o triunfo, a seleção inglesa chegou aos seis pontos e se isolou na liderança do Grupo D da competição, no qual as argentinas somam apenas um ponto e já estão fora da briga pela ponta, pois têm somente mais um jogo para fazer nesta fase, contra a Escócia, na próxima quarta-feira, às 16 horas (de Brasília), em Paris. No mesmo dia e horário, a Inglaterra medirá forças com o Japão, em Nice.

No triunfo da inglesas, a atacante Nikita Parris teve a grande chance de abrir o placar aos 28 minutos do primeiro tempo por meio de uma penalidade, mas ela acabou sendo parada por uma grande defesa da goleira Vanina Correa. Na etapa final, porém, Jodie Taylor aproveitou uma assistência de Beth Mead para fazer o único gol do jogo, aos 16 minutos.

Horas antes deste embate entre inglesas e argentinas, o Japão se isolou na vice-liderança do Grupo D, com quatro pontos, ao derrotar a Escócia por 2 a 1, em Rennes, no confronto que abriu a segunda rodada da chave. As escocesas, que na estreia haviam sido batidas pela Inglaterra por 2 a 1, ocupam a lanterna, ainda sem pontuar.

As disputas do Mundial Feminino seguem neste sábado com mais duas partidas, ambas válidas pela segunda rodada do Grupo E. No primeiro duelo do dia, a Holanda enfrenta Camarões, às 10 horas (de Brasília), em Valenciennes. Já às 16h, o Canadá encara a Nova Zelândia em Grenoble. Na primeira jornada desta chave, as holandesas superaram as neozelandesas por 1 a 0, enquanto as canadenses bateram as camaronenses pelo mesmo placar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.