Inglaterra precisa vencer Eslovênia para evitar tragédia

Em menos de duas semanas a Inglaterra passou de favorita ao título a decepção na Copa do Mundo. A equipe comandada pelo técnico italiano Fabio Capello empatou seus dois primeiros jogos e se vê obrigada a vencer a Eslovênia nesta quarta-feira, às 11 horas (de Brasília), no estádio Nelson Mandela Bay, em Port Elizabeth, para se classificar à segunda fase sem depender do resultado do outro confronto do Grupo C, entre Estados Unidos e Argélia. Uma eliminação na primeira fase será considerada uma tragédia no país.

AE, Agência Estado

23 de junho de 2010 | 06h04

Líder da chave, com quatro pontos, a Eslovênia precisa apenas do empate para avançar às oitavas de final sem precisar de ajuda na outra partida. Se vencer, pode até evitar um confronto contra a Alemanha na próxima fase.

O clima na seleção inglesa esquentou após o tropeço por 0 a 0 com a Argélia, na última sexta. O zagueiro Terry sugeriu a escalação do meia Joe Cole, que vem ficando no banco de reservas, e causou um mal-estar entre jogadores e comissão técnica. Foi obrigado a pedir desculpas para Fabio Capello. "Minha intenção nunca foi de atingir ninguém", minimizou.

O próprio Capello não hesita em criticar publicamente o desempenho do time. "Esta não é a Inglaterra que conheço. Espero que deixemos de jogar com medo", disse o italiano, que venceu nove dos dez jogos em que comandou a Inglaterra nas Eliminatórias para a Copa. "Estamos aqui para jogar um Mundial, não para passar férias".

Os jogadores vêm sendo cobrado por imprensa e torcedores ingleses para que repitam na seleção o desempenho que têm em seus clubes. Estrelas como Rooney, Gerrard e Lampard, por exemplo, tiveram atuações discretas nos dois primeiros jogos. "Devemos jogar aqui com o mesmo ritmo e paixão que temos a cada semana em casa (na Inglaterra), admitiu Lampard. "Vamos entrar em campo, ganhar o jogo e passaremos (às oitavas)", disse Terry, confiante.

Como de costume, Capello não divulgou a escalação na véspera da partida. O certo é que ele terá que fazer uma modificação: o zagueiro Carragher está suspenso e dará lugar a Upson. Cole, pivô da polêmica, pode aparecer no lugar de Heskey, o que empurraria Lennon para fazer companhia a Rooney no ataque.

Os eslovenos, por outro lado, se dizem motivados para avançar às oitavas pela primeira vez na história. "A nação inteira está unida em torno de nós. O povo está muito orgulhoso e queremos que continuem assim", disse o técnico Matjaz Kek. A equipe terá uma mudança: o atacante Pecnik sofreu uma fratura no tornozelo durante o empate com os Estados Unidos e será substituído por Ljubijankic.

FICHA TÉCNICA:

Eslovênia x Inglaterra

Eslovênia - Handanovic; Brecko, Suler, César e Jokic; Birsa, Koren, Radosavljevic e Kirm; Novakovic e Ljubijankic. Técnico: Matjaz Kek.

Inglaterra - James; Johnson, Upson, Terry e Ashley Cole; Lampard, Barry, Gerrard e Lennon; Rooney e Heskey (Joe Cole). Técnico: Fabio Capello.

Árbitro - Wolfgang Stark (Alemanha).

Horário - 11 horas (de Brasília).

Local - Estádio Nelson Mandela Bay, em Port Elizabeth (África do Sul).

Tudo o que sabemos sobre:
Copa 2010futebolInglaterraEslovênia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.