Inglaterra proíbe viagem de hooligans

A justiça inglesa aplicou hoje mais um golpe na luta contra a violência nos estádios de futebol. O Ministério do Interior da Inglaterra decidiu proibir a saída de 450 ?hooligans?, que pretendiam se deslocar até Atenas para a partida entre Inglaterra e Grécia marcada para esta quarta-feira, na capital grega, válida pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2002. A polícia enviou uma notificação a todos os torcedores que já tinham antecedentes criminais e que são considerados de maior risco, alertando sobre a medida. Além disso, exigiu que deixassem seus passaportes em delegacias próximas de suas residências, numa forma de garantir o controle. ?Não temos tido problemas com os hooligans desde a Eurocopa (no ano passado) e queremos que continue assim?, explicou o governo britânico na nota oficial em que justificava a medida.

Agencia Estado,

05 de junho de 2001 | 06h51

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.