Inglaterra sofre, mas consegue derrotar o Equador

A Inglaterra mostrou neste domingo que o atacante Owen, que não disputará mais nenhuma partida na Copa por causa de uma lesão no joelho direito, faz muita falta ao grupo. Com tremendas dificuldades, os ingleses conseguiram derrotar o Equador por 1 a 0 e garantiram a classificação às quartas-de-final do Mundial - o adversário sairá do duelo entre Portugal e Holanda.O técnico Sven-Goran Eriksson adiantou o meia Joe Cole para apoiar Wayne Rooney no ataque inglês. No entanto, Rooney, que quase não disputou o Mundial por causa de uma lesão no pé direito, demonstrou estar sem ritmo de jogo e não conseguiu criar nenhuma jogada.Por sinal, foram os equatorianos que tiveram a primeira chance de abrir o placar. Aos 10 minutos, o zagueiro John Terry falhou ao tentar cortar uma jogada na entrada da área, a bola caiu nos pés do atacante Carlos Tenorio, que chutou na trave do goleiro Robinson.A jogada deixou os ingleses muito nervosos, os meias Gerrard, Lampard e Joe Cole só conseguiam levar perigo ao gol equatoriano com chutes de fora da área - que quase sempre saiam fracos e para fora. Já Beckham, uma das principais figuras do time inglês, só aparecia no jogo nas cobranças de faltas.O único lance em que a Inglaterra teve a chance de marcar no primeiro tempo aconteceu aos 34 minutos: numa cobrança de falta de Beckham, a bola saiu forte, fez uma curva e passou muito perto da trave direita do goleiro Mora.No segundo tempo, Eriksson adiantou Gerrard para dar mais volume ao ataque inglês. Só que a estratégia não deu certo e foi o Equador quem começou com maior poder ofensivo. O meia Valencia chegou a ameaçar o gol de Robinson com alguns chutes de longa distância.Mas, aos 14 minutos do segundo tempo, o meia Edwin Tenorio cometeu falta sobre Lampard na entrada da área. Na cobrança, o capitão David Beckham chutou com perfeição, no cantinho direito do Bora, marcando o gol inglês, para delírio da torcida que lotou o Gottlieb-Daimler-Stadion, em Stuttgart.O gol desestabilizou a seleção do Equador. Para piorar, o atacante Carlos Tenorio se machucou e precisou ser substituído. A Inglaterra ainda poderia ter ampliado aos 27 minutos, quando o atacante Rooney conseguiu encontrar Lampard sem marcação na área, mas o meia acabou pegando mal na bola e mandou por sobre o gol de Mora.Nos minutos finais, o Equador tentou pressionar com a bola aérea, sempre com o atacante Delgado. Só que os ingleses se fecharam e garantiram a vitória. Agora, a seleção de Eriksson vai esperar pelo adversário das quartas-de-final, que sairá do jogo entre Portugal e Holanda.Ficha técnica:Inglaterra 1 x 0 EquadorInglaterra - Robinson; Ferdinand, Terry e Cole; Beckham (Lennon), Lampard, Gerrard (Downing), Hargreaves e Carrick; Joe Cole (Carragher) e Wayne Rooney. Técnico: Sven-Goran Eriksson.Equador - Mora; De la Cruz, Hurtado, Espinoza e Reasco; Méndez, Edwin Tenorio (Lara), Castillo e Valencia; Delgado e Carlos Tenorio (Kaviedes). Técnico: Luis Suárez.Gol: Beckham, aos 14 minutos do segundo tempo.Cartões amarelos: Terry, Valencia, Carlos Tenorio, De la Cruz, Robinson e Carragher.Árbitro: Frank De Bleeckere (Bélgica)Local: Gottlieb-Daimler-Stadion, em Stuttgart.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.