Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Inglês substitui Renê Simões no comando da Jamaica

O ex-jogador John Barnes é conhecido por ter marcado um dos gols mais bonitos da história do Maracanã

EFE,

17 de setembro de 2008 | 18h32

O ex-atacante da seleção inglesa John Barnes é o novo técnico da seleção da Jamaica, substituindo o brasileiro René Simões, demitido após os maus resultados da equipe na fase semifinal das Eliminatórias da Concacaf para a Copa do Mundo de 2010. Dê seu palpite no Bolão Vip do LimãoA equipe jamaicana está em último lugar no grupo 2, com apenas um ponto, após empatar com o Canadá e perder para México e Honduras, tendo disputado todos os jogos como visitante.O ex-jogador de 44 anos e nascido em Kingston, capital jamaicana, assumirá o comando da equipe em 1.º de novembro, anunciou o presidente da federação local, Horace Burrell, que não especificou as condições do contrato.Como jogador, Barnes atuou por Watford, Liverpool, Newcastle e Charlton e defendeu a seleção inglesa entre 1983 e 1995, disputando 79 jogos, marcando 11 gols e participando das Copas do Mundo de 1986 e 1990. Sua primeira experiência como treinador foi uma curta passagem pelo Celtic, da Escócia, em 1999.No Brasil, o ex-ponta-esquerda ficou famoso após marcar um dos gols mais bonitos da história do Maracanã, numa vitória da Inglaterra sobre o Brasil por 2 a 0 em um amistoso em junho de 1984.Na época com apenas 20 anos de idade, Barnes desceu em diagonal pela esquerda e driblou toda a defesa brasileira, inclusive o goleiro Roberto Costa, antes de empurrar a bola para o gol vazio.Barnes comandará a seleção jamaicana em três partidas em casa, contra o México, no dia 11 de outubro, Honduras, no dia 15, e o Canadá, no dia 19.A equipe precisa vencer as três partidas para ainda ter chances de conquistar uma das duas vagas do grupo na fase final das Eliminatórias.Já René Simões, que já havia treinado a Jamaica entre 1994 e 2000 - classificando a equipe para a Copa do Mundo de 1998, na França -, retornou em janeiro deste ano, após uma passagem pelo Coritiba, mas ficou apenas nove meses no cargo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.