Ingleses criticam punição da Fifa

A decisão da Fifa de punir a Federação Espanhola de Futebol apenas com uma multa de US$ 87 mil, pelos atos racistas de torcedores do país, foi muito criticada na Inglaterra. Os ingleses, alvos das manifestações dos espanhóis, entendem que a pena foi leve demais.Os incidentes aconteceram em dois jogos entre Inglaterra e Espanha, no mês passado. Primeiro, numa partida entre as seleções Sub-21 dos dois países. E depois, num amistoso das equipes principais no estádio Santiago Bernabeu, em Madri. Nas duas ocasiões, um grupo de torcedores espanhóis hostilizou os jogadores negros ingleses quando eles tocavam na bola.A punição da Fifa, anunciada na terça-feira, foi uma multa de US$ 87 mil, além da ameaça de obrigar a seleção espanhola a jogar com portões fechados caso os atos de racismo voltem a acontecer.O sentimento de indignação foi geral na Inglaterra. ?Acredito que a Fifa deixou passar a oportunidade de impor sua autoridade e desmontrar que o futebol e o esporte em geral não toleram o racismo?, criticou o ministro dos Esportes inglês, Richard Caborn. ?Queríamos uma ação simbólica...e não fizeram isso.?As críticas foram ainda maiores na imprensa inglesa. ?Insignificante?, atacou o jornal The Mirror, ao comentar a punição dada aos espanhóis. Para o The Times, ?a Fifa fracassou em sua tarefa?. E o Daily Telegraph disse que faltou energia ao presidente da entidade, Joseph Blatter.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.