Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Início da 'era Mano' faz Deyverson perder espaço e virar quarta opção para o ataque

Vinda de novo treinador consolida Luiz Adriano como titular e Borja como substituto imediato

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

12 de setembro de 2019 | 04h30

A troca de treinador e os últimos jogos do Palmeiras mexeram com a disputa pela posição de centroavante titular. Com a vinda do técnico Mano Menezes e os gols e boas atuações do atacante Luiz Adriano, o antigo dono da posição, Deyverson, perdeu bastante espaço e não foi mais utilizado. Já o outro reforço recente trazido, Henrique Dourado, sequer estreou.

O elenco conta atualmente com quatro opções para o papel de centroavante. Luiz Adriano desponta como titular, principalmente depois de ter marcado três gols na terça-feira, contra o Fluminense, pelo Campeonato Brasileiro. O reserva imediato é Borja. O colombiano atuou pouco nos meses finais da passagem do técnico Luiz Felipe Scolari, mas entrou no segundo tempo das duas partidas da gestão de Mano.

Os outros dois centroavantes disponíveis ainda não tiveram chance. O atacante Henrique Dourado chegou ao Palmeiras junto com Luiz Adriano. Porém, como estava em recuperação de uma fratura na perna direita, ainda não conseguiu estrear. O jogador só foi relacionado uma vez pelo atual técnico para disputar uma partida e ficou no banco de reservas contra o Fluminense.

A maior mudança nesse processo de troca de comando no Palmeiras foi com Deyverson. O atacante atuou pela última vez na eliminação diante do Grêmio, pela Copa Libertadores, e depois disso não foi mais acionado. Com Mano Menezes, o jogador sequer foi relacionado para ficar no banco de reservas nos compromissos contra Fluminense e Goiás e perdeu, portanto, na disputa por posição com os três colegas.  

"Eu só posso relacionar 23. Temos mais que isso. Alguns, em determinados momentos, vão ficar fora. Mas ninguém está fora do grupo", garantiu o treinador. Mano inclusive abriu a possibilidade de escalar o atacante já no próximo sábado. "O Deyverson pode estar logo, logo. Não tenho certeza ainda quem colocar no jogo contra o Cruzeiro", completou.

O camisa 16 marcou gol pela última vez contra o Avaí, ainda antes da parada para a Copa América. Depois disso, ele atuou nove vezes, das quais cinco como titular. Dourado, por sua vez, não entra em campo desde março, quando se machucou em uma partida do Henan Jianye, da China.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.