Lluis Gene/AFP
Lluis Gene/AFP

Iniesta confirma ida para o Japão e jogará pelo Vissel Kobe

Meia de 34 anos deixou o Barcelona no último final de semana após ao menos 15 anos como profissional

Estadão Conteúdo

23 de maio de 2018 | 16h50

Três dias depois de protagonizar uma emocionante despedida do Barcelona, Iniesta confirmou nesta quarta-feira seu próximo destino. O experiente jogador de 34 anos anunciou a ida para o Japão, onde jogará pelo Vissel Kobe, atual sexto colocado do Campeonato Nacional.

Napoli anuncia contratação de Ancelotti e assina por 3 anos com o técnico

Teixeira usou empresas de fachada para desviar dinheiro, dizem Espanha e Andorra

Mascherano vê Argentina fora da lista de favoritos: 'É um erro pensar na final'

Ainda na reta final da temporada europeia, Iniesta anunciou que deixaria o Barcelona ao fim do Campeonato Espanhol. Na vitória sobre a Real Sociedad, domingo, então, ele escreveu a última página de uma longa e vitoriosa história no clube, onde chegou ainda criança para jogar na base.

Ao longo de mais de 15 anos como profissional, Iniesta se tornou um dos símbolos da mais vitoriosa era do Barcelona. Pelo clube, conquistou nove títulos do Campeonato Espanhol, seis da Copa do Rei, sete da Supercopa da Espanha, quatro da Liga dos Campeões, três do Mundial de Clubes e três da Supercopa da Europa.

Desde que anunciou sua saída, Iniesta foi ligado ao futebol chinês ou ao japonês, e o nome do Vissel Kobe já aparecia como possível destino. A confirmação, porém, só aconteceu nesta quarta, quando ele publicou uma foto em suas redes sociais ao lado de Hiroshi Mikitani, presidente do clube, com a legenda: "Rumo à minha nova casa, com meu amigo".

Mikitani é também fundador, CEO e presidente da Rakuten, empresa de comércio eletrônico que patrocina o Barcelona, o que pode ter facilitado o contato entre eles. De acordo com a imprensa espanhola, Iniesta assinará contrato por três anos com o novo clube.

No Vissel Kobe, Iniesta jogará ao lado de outro astro do futebol europeu, o alemão Lukas Podolski. Ele também terá a companhia de dois brasileiros: os atacantes Wellington e Leandro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.