Alejandro Garcia/EFE
Alejandro Garcia/EFE

Iniesta: 'Temos de ser melhores em tudo para bater o Real Madrid'

Para meia, é importante o time adotar postura corajosa em campo e não se iludir com o fato de hoje ostentar quatro pontos de vantagem

Estadão Conteúdo

23 de outubro de 2014 | 10h53

Prestes a disputar o seu 30.º clássico diante do Real Madrid, Andrés Iniesta afirmou nesta quinta-feira, em entrevista coletiva, que o Barcelona precisa ser "melhor em tudo" para poder superar o poderoso rival neste sábado, no Santiago Bernabéu, em confronto válido pela nona rodada do Campeonato Espanhol.

O meio-campista enfatizou que é importante o líder Barça adotar uma postura corajosa dentro de campo e não se iludir com o fato de hoje ostentar quatro pontos de vantagem sobre o Real, atual terceiro colocado da competição nacional. "Seria um erro ir a Madri pensando que temos quatro pontos e que, aconteça o que acontecer, seguiremos à frente (do time de Cristiano Ronaldo). Só pensamento em jogar bem, ganhar e ampliar essa distância, que não seria determinante, mas sim bom", disse.

Iniesta destacou também que o Barcelona precisa saber se impor fora de casa e ser eficiente em todos os setores diante dos atuais campeões europeus. "No final é sempre uma batalha, futebolisticamente falando. A defesa, o meio-campo e o ataque têm de se impor. Temos de ser melhores em tudo para ganhar do Real Madrid", afirmou.

O craque também ressaltou que é importante o Barça ficar "o máximo de tempo possível com a bola", pois assim terá maiores chances de neutralizar a enorme força ofensiva do adversário, que ainda tem Cristiano Ronaldo atravessando excelente fase.

Mas, se o Real conta com o astro português, o Barça terá neste sábado a estreia oficial de Luis Suárez, que poderá atuar novamente em jogos oficiais após cumprir quatro meses de suspensão imposta pela Fifa por causa da mordida que deu no zagueiro Chiellini no confronto no qual o Uruguai eliminou a Itália da Copa do Mundo de 2014. E Iniesta festejou o fato de o time catalão agora poder contar com o futebol do artilheiro máximo da temporada passada do futebol europeu.

"Felizmente o tempo passa e chega o momento dele (Suárez) poder jogar. A felicidade para ele e para o resto do time é muito importante. Esperamos que renda muito bem como sempre fez", disse Iniesta, que ainda comentou o bom momento vivido por Neymar, agora muito mais à vontade do que no início de sua trajetória no clube.

"O primeiro ano é mais difícil. Mudar de hábitos é complicado e requer um pouco de adaptação. Agora encontrou um ambiente muito melhor. Pessoalmente está mais tranquilo em todos os sentidos. Seu rendimento é excelente e é um jogador único", qualificou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.