Arquivo/AE
Arquivo/AE

Insatisfeito, Borges cogita deixar São Paulo

Atacante não aceita a reserva e diz que conversará com seu empresário para buscar o melhor para seu futuro

GIULIANDER CARPES, Agencia Estado

28 de maio de 2009 | 19h29

Cada vez mais insatisfeito com a falta de reconhecimento no São Paulo, o atacante Borges já está pensando em deixar o clube antes do final do seu contrato, em dezembro. "Vou conversar com meu empresário e com a minha família para ver o que é melhor para o meu futuro", afirmou.  

 

Veja também:

link Grandes clubes de São Paulo farão reunião nesta sexta

link Dunga convoca Miranda e Kleberson para seleção

especial Visite o canal especial do Brasileirão

especial Jogue o Desafio dos Craques

tabela Brasileirão Série A - Classificação e Calendário

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão

Artilheiro do time na Copa Libertadores, com cinco gols, Borges não gostou de ficar no banco de reservas na derrota por 2 a 1 para o Cruzeiro, na noite de quarta-feira, no Mineirão, no jogo de ida pelas quartas de final da competição.

"Tenho feito de tudo para ter meu espaço. Faz dois anos que sou o artilheiro isolado da equipe na temporada, campeão brasileiro", afirmou, sem esconder a insatisfação. "Me preparei muito bem para fazer uma boa Libertadores, mas termino não jogando".

Tanto o técnico Muricy Ramalho como o presidente do São Paulo, Juvenal Juvêncio, acharam saudável a indignação do atacante. Mas é mais um problema de grupo para ser resolvido numa hora em que os resultados não aparecem. "Não gosto de jogador conformado", disse o dirigente. "Conheço um pouco das posições dele. Sei que é espinhoso, mas vou falar com ele e nos entenderemos".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.