'Insatisfeito', Dorival cobra topo de time santista

Apesar do placar de 5 a 0 aplicado pelo Santos sobre o Monte Azul, o técnico Dorival Júnior foi comedido ao elogiar o desempenho de sua equipe diante do frágil adversário e tratou de pôr um freio na euforia que já tomou conta da torcida, lembrando que seu time ainda não ganhou nada.

Marcon Beraldo, Agência Estado

29 de março de 2010 | 11h38

Veja também:

linkTécnico faz contas para o Santos terminar em 1.º lugar

linkJOGO - Leia como foi Santos 5x0 Monte Azul

linkSantistas evitam 'dancinha' em respeito a luto de André

lista PAULISTÃO - Leia mais do torneio

tabela Classificação | lista Tabela

"Sofremos uma forte marcação, principalmente no primeiro tempo, e o time não repetiu aquilo que vinha fazendo nos últimos jogos. Houve um desgaste nas últimas três semanas, o que acabou contribuindo para o fato de não conseguirmos impor o nosso ritmo", explicou o treinador.

Dorival Júnior afirmou também que o objetivo do Santos agora é garantir o primeiro lugar na fase de classificação. "Assim, ficaremos em vantagem nos quatro jogos (das semifinais e finais), o que é fundamental para o nosso objetivo."

Os jogadores também estão conscientes da necessidade de assegurar o primeiro lugar. "Depois, poderemos atuar por empates", contabilizou o meia Marquinhos, autor de dois gols. Mas ele lembrou que essas goleadas "não valerão nada se o time não for campeão". Já o atacante André explicou que as goleadas estão ocorrendo porque a equipe "está aproveitando quase todas as oportunidades".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.