Inscrições no Brasileiro acabam sexta

Os clubes que pretendem se reforçar para a reta final do Campeonato Brasileiro têm até sexta-feira para registrar a documentação de atletas na sede da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). O prazo estabelecido pelo regulamento da competição não será prorrogado. Por conta disso, o diretor do Departamento de Registro e Transferência da entidade, Luiz Gustavo Vieira de Castro, já montou um esquema especial para atender aos pedidos das agremiações. ?Hoje mesmo conseguimos regularizar a situação de Jardel e já houve mais três pedidos?, contou o dirigente.Jardel acertou sua ida para o Goiás. O atacante estava sem jogar havia seis meses. Dos pedidos que chegaram nesta segunda-feira à CBF, um era do Figueirense, interessado na contratação de um atleta brasileiro em atividade na Arábia Saudita. ?Pedi sexta-feira a liberação da documentação à federação árabe. Estou esperando os papéis?, revelou o dirigente.Luiz Gustavo Vieira de Castro também foi procurado nesta segunda-feira por um clube paulista, que pretende inscrever dois reforços até sexta-feira. ?Vai ser uma correria grande, mas os clubes sabem do prazo e no final tudo dará certo?, disse o diretor, ressaltando a importância de ninguém deixar nada pendente para o último dia de inscrições.?Não adianta, por exemplo, um clube solicitar na sexta-feira ou mesmo no final da quinta-feira uma inscrição de um jogador que atue na Europa ou na Ásia. Com o fuso horário, é praticamente impossível que a federação local envie a documentação para a CBF?, explicou.De acordo com o regulamento da Série A do Brasileiro, a inscrição final de atletas tem de ser feita até o último dia útil antes da 28ª rodada ? portanto, na sexta-feira. O prazo também serve para os clubes que disputam a Série C do campeonato nacional.Embora as reclamações com relação ao êxodo de jogadores do Brasil durante o campeonato nacional continuem em alta, o ano de 2005 registrou um movimento contrário na transação de atletas de nome. Para compensar de certa forma a perda de Robinho e Fred, entre outros, vieram Amoroso, Giovanni, Juninho Paulista e Roger, exemplos de jogadores com passagem pela seleção brasileira, para defender clubes de ponta do País. Acrescentam-se à lista alguns estrangeiros de talento, como Tevez, Petkovic e Gioino.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.