Insistência em finalizações da primeira vitória para Gana

A insistência nas finalizações foi a chave para a vitória de Gana por 2 a 0 contra a República Checa, neste sábado, em Colônia. Os africanos chutaram 20 vezes contra o gol de Petr Chech, acertando oito deles na meta do checo. E se não fosse pela espetacular atuação do arqueiro do Chelsea - com pelo menos, seis defesas dificílimas - a seleção do leste europeu sairia goleada de campo. Já a República Checa foi o oposto no quesito finalizações. Fez 14, mas só acertou 4. Aliás, os checos não passaram nem perto da grande atuação em sua estréia no Mundial, contra os Estados Unidos, quando dominaram a partida. Contra Gana a história foi bem diferente. A posse de bola foi equilibradíssima, 50% para cada equipe, e o jogo foi bem pegado, com 16 faltas cometidas pelos europeus e 22 pelos africanos, que levaram nada mais do que seis cartões amarelos. Os checos, por sua vez, só foram advertidos com amarelos uma só vez, porém, também receberam um cartão vermelho.O meia Michael Essien foi eleito o melhor da partida, mas todo o setor ofensivo de Gana atuou muito bem. Porém, além da bela atuação do goleiro checo (companheiro de clube de Essien e que merecia ser escolhido o melhor do jogo), os africanos só não aplicaram uma goleada porque pecaram pela falta de experiência de seus jogadores, que caíram em impedimento dez vezes.Veja abaixo as estatísticas do jogo:Finalizações: Rep. Checa, 14; Gana, 20 Finalizações certas: Rep. Checa, 4; Gana, 8 Faltas cometidas: Rep. Checa, 16; Gana, 22 Cartões amarelos: Rep. Checa, 1; Gana, 6 Cartões vermelhos: Rep. Checa, 1; Gana, 0 Escanteios: Rep. Checa, 6; Gana, 7 Impedimentos: Rep. Checa, 4; Gana, 10 Posse de bola: Rep. Checa, 50%; Gana, 50% Melhor jogador da partida: Michael Essien (Gana)(Com fifaworldcup.com)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.