Ben Stansall/AFP
Ben Stansall/AFP

Inspirado, De Bruyne faz 2 gols e comanda vitória facil do City sobre o Arsenal

Time de Pep Guardiola marca três vezes ainda no primeiro tempo, mas não consegue recuperar vice-liderança

Redação, Estadão Conteúdo

15 de dezembro de 2019 | 16h12

Inspirado, o meio-campista Kevin De Bruyne foi o grande destaque da vitória fácil do Manchester City por 3 a 0 sobre o Arsenal, pela 17ª rodada do Campeonato Inglês. O belga participou dos três gols, balançando a rede duas vezes e ainda contribuindo com uma assistência no contundente triunfo conquistado fora de casa, no Emirates Stadium, em Londres.

A vitória categórica é importante na reabilitação do Manchester City, que havia sido derrotado na rodada anterior pelo Manchester United no clássico. No entanto, é insuficiente para a retomada da vice-liderança, uma vez que o time do técnico Pep Guardiola tem 35 pontos, quatro a menos que o segundo colocado Leicester. Brigar pelo título é ainda mais improvável, tendo em vista a grande vantagem do líder Liverpool, ostenta 49 pontos.

O Arsenal, por sua vez, continua irregular, com mais baixos do que altos na competição. Comandado interinamente pelo sueco Fredrik Ljungberg, a equipe londrina está muito distante dos primeiros colocados. É apenas o nono, com 22 pontos.

A superioridade do City foi expressa em praticamente todo o jogo, exceção feita a alguns poucos bons momentos do Arsenal por meio dos lampejos individuais do brasileiro Gabriel Martinelli. Com várias deficiências, especialmente táticas, os mandantes foram dominados pelo rival de Manchester, que terminou a partida com 14 finalizações, sete delas na direção do gol.

A grande performance do City passou muito pelos pés de De Bruyne. O meia, além de ter sido o grande articulador da equipe, também mostrou grande poder de conclusão. O show do belga foi visto no primeiro tempo e começou cedo, aos dois minutos, com teve participação de Gabriel Jesus. O atacante brasileiro foi ao fundo e cruzou para trás, na entrada da área, onde De Bruyne apareceu para concluir de primeira.

Aos 14 minutos, De Bruyne mostrou inteligência e habilidade ao, cercado por três marcadores, encontrar Sterling completamente livre na área. O atacante inglês estufou as redes e ampliou o placar.

No final do primeiro tempo, o meia belga voltou a atacar de goleador. Ele recebeu do jovem Foden, avançou e chutou com precisão, de esquerda, no canto direito de Leno, decretando o resultado. O lance teve início no campo de defesa do Arsenal e o City aproveitou o fato de o rival estar com dez jogadores depois da saída do campo de Kolasinac, machucado.

O Manchester City voltará a jogar na quarta-feira, mas pela Copa da Liga Inglesa, contra Oxford United, fora de casa. Em seu próximo compromisso, no sábado, o Arsenal visitará o Everton, pelo Campeonato Inglês.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.