Integrante da Gaviões atira ovos em Citadini

A briga entre Antonio Roque Citadini, vice-presidente de Futebol do Corinthians, e a Gaviões da Fiel, maior torcida organizada do clube, atingiu o seu ponto mais grotesco na noite desta segunda-feira, durante o jantar comemorativo dos 93 anos do clube. Citadini foi atingido por dois ovos atirados por Douglas Deúngaro, o Metaleiro, ex-presidente da torcida Gaviões da Fiel. Metaleiro estava junto com Ronaldo Pinto, o atual presidente da Gaviões. Os dois vestiam terno, mas com a camisa da Gaviões por baixo. Conseguiram romper o esquema de segurança, entrar no Salão Nobre do clube e acertar o dirigente, assim como outros dois convidados. Tudo poderia ser muito pior se o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, corintiano assumido, houvesse aceito o convite para participar do banquete. Lula está viajando pelos Estados Unidos e depois irá ao México e Cuba. Com certeza, terá mais segurança do que receberia no jantar do Corinthians. Os Gaviões e outras torcidas organizadas começaram o protesto às 19 horas. Do lado de fora do Parque São Jorge, cerca de 80 pessoas gritavam principalmente contra Citadini. Diziam que todos estavam comendo caviar com o dinheiro do Corinthians. Muitos palavrões foram gritados, dirigidos a Citadini e também a mulheres que compareciam à festa. Geninho foi hostilizado e a equipe também. Os Gaviões consideram o time do Corinthians muito fraco. Os líderes do movimento diziam que foram ao Parque São Jorge porque ainda ?há tempo? para classificar o time à Libertadores da América. Como a diretoria soube antecipadamente do protesto, tomou as providências óbvias ? reforçou o número de seguranças, grande parte deles com cães para intimidar os torcedores. Ninguém pôde entrar no Parque São Jorge. A desculpa foi que o clube estava fechado. Até que Metaleiro e Ronaldo Pinto furaram o bloqueio. A relação entre Citadini e os Gaviões sempre foi ruim. A torcida quer ingressos subsidiados e Citadini não aceita. Ele chegou a dizer que era torcedor da ?Vai Vai?, escola de samba que disputa Carnavais com a Gaviões, o que piorou o relacionamento, abalado totalmente com o fracasso na Libertadores. Os ovos não são o fim dessa briga.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.