Pedro Souza/Atlético
Pedro Souza/Atlético

Intenso e imprevisível, Atlético-MG persegue 3ª vitória seguida no Brasileirão

Equipe de Jorge Sampaoli encara o Ceará no Mineirão para se manter entre os líderes do campeonato

Redação, Estadão Conteúdo

16 de agosto de 2020 | 09h42

Intenso, imprevisível e capaz de virar jogos difíceis, como contra o Corinthians, o Atlético-MG vai atrás da terceira vitória consecutiva no Campeonato Brasileiro. Uma das três equipes que ganharam os dois primeiros jogos, o time recebe o Ceará neste domingo, às 11 horas, no Mineirão.

O Atlético-MG bateu o Flamengo, um dos postulantes ao título, fora de casa, na estreia, e superou o Corinthians por 3 a 2 no duelo seguinte. Na ocasião, a equipe mineira saiu perdendo por 2 a 0 e teve forças para virar em poucos minutos no segundo tempo. Com isso, soma seis pontos e é um dos líderes do campeonato.

Como não há 11 titulares para Sampaoli e o treinador raramente repete escalações, é difícil prever a formação que mandará a campo. Desde a sua chegada, foram sete partidas e 19 jogadores diferentes utilizados na equipe titular, sendo 24 no total.

Sampaoli já chegou a escalar três zagueiros, se arrependeu durante o jogo e mudou o esquema tático. Também barrou jogadores considerados importantes e sempre reitera que, apesar do bom início no Brasileirão, precisa de reforços. Os únicos que começaram todos os duelos foram Rafael e Nathan. Na pequena lista devem ficar apenas o goleiro, já que o meia se lesionou contra o Corinthians - Junior Alonso, que chegou durante a paralisação do torneio, foi titular em todos os jogos desde então.

Exames de imagem constataram que Nathan tem uma lesão muscular no bíceps femoral. Segundo o médico do clube, Rodrigo Lasmar, o jogador já começou a fisioterapia para voltar em breve. Mas o prazo para o retorno não foi divulgado. Nathan é o artilheiro do Atlético desde que Sampaoli assumiu o time mineiro. O meia balançou as redes quatro vezes em sete partidas e é um dos destaques da equipe na retomada das partidas depois da pausa provocada pela pandemia de covid-19.

Por outro lado, o lateral-direito Mariano, recém-contratado, pode fazer sua estreia como titular no lugar de Guga, que não foi bem na partida anterior. É provável também que o venezuelano Savarino retome a titularidade, o que faria Marquinhos ir para o banco de reservas. Hyoran, nome da última vitória sobre o Corinthians, também tem chances de voltar a ser titular.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.