Ricardo Duarte/Internacional
Ricardo Duarte/Internacional

Inter adota postura agressiva em duelo com o Avaí no Beira-Rio

O técnico Odair Hellmann aponta o amadurecimento do elenco para justificar a mudança no esquema tático

Redação, Estadao Conteudo

02 de junho de 2019 | 16h16

O técnico Odair Hellmann vai colocar em campo, neste domingo, às 19 horas, no Beira-Rio, diante do Avaí, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro, uma versão mais ofensiva do time do Internacional. Com a entrada do argentino D'Alessandro, a equipe gaúcha vai atuar no sistema tático 4-2-3-1, diferentemente do 4-1-4-1 utilizado no empate diante do Santos e na vitória sobre o Paysandu, pela Copa do Brasil.

O meia argentino, de 38 anos, vai atuar mais livre para armar jogadas para o atacante Guerrero, que espera manter a boa fase. São oito gols em 12 jogos disputados pelo peruano, que vai se apresentar à seleção peruana para a disputa da Copa América após esse compromisso e ficará ausente do time em duas rodadas do Brasileirão.

"A gente começou jogando com o tripé, que é característico do nosso Inter atual, mas também se abriu possibilidade tendo um homem atrás do camisa 9. Mas a gente não se encaixa só numa característica de jogo. Vai depender muito do que o Odair tem na mão e do adversário", afirmou D'Alessandro.

A alteração tática é vista como normal por Odair Hellmann, que aponta um amadurecimento muito grande por parte de seu elenco para o entendimento do jogo. "O Inter tem padrão consistente, maduro, independente da condição tática. Tem que ter muita concentração para fazer essa sequência com nível técnico", afirmou o treinador gaúcho.

O técnico teve duas boas notícias nos últimos dias. Patrick e Uendel participaram da atividade e estão à disposição para atuar diante do Avaí. O volante vai ficar no banco, enquanto o lateral-esquerdo vai assumir a posição, pois o titular Iago está com a seleção olímpica em um torneio na França.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.